Loretta Chase é uma diva linda!! E traz as melhores histórias ever!!!

Depois do maravilhoso O Príncipe dos Canalhas, ela nos presenteia com O último dos Canalhas, no qual Dain e Jess aparecem bastante.




O livro conta a história do Duque de Ainswood, Vere Mallory, uma libertino de fama mais do que reconhecida por toda Londres, anda desalinhado e bêbado, porque para ele não tem mais nada a perder, uma vez que seu melhor amigo e primo morreu, e até mesmo seu herdeiro, a quem Vere tinha profunda afeição morreu tempo depois.

Ao se encontrar com Lydia Greenville, que luta por libertar uma moça das garras da cafetina Coralie, ele acaba levando um soco da bela mulher, o que o deixa intrigado e passa a perseguir o dragão, como ele a chama.

Lydia, é jornalista e além de matérias investigativas, ela escreve o folhetim de maior sucesso de Londres, sob pseudonimo de um homem. Ela vai ao submundo de Londres e tenta proteger as jovens e mulheres que cruelmente são obrigadas a se venderem. Claro que com isso ela acaba tendo muitos inimigos, mas ela nem pensa em parar.

Sua história é bem triste, mas ela não se deixa abalar por isso. É de onde ela tira forças para continuar sua luta. Mas ter Aisnwood a sua volta só vai dificultar os seus planos. A não ser que ele jogue com ela. E além disso, ela pode contar com os beijos e as mão grandes do Duque para lha ajudar.


O livro é sensacional.

No começo do livro você já fica com dó de Vere, porque ele acaba perdendo todo mundo que ele ama, então quando começa a história mesmo, você sabe que vai encontrar o duque calejado e emocionalmente indisponível. Só que ele subestima demais Lydia desde o começo, e ela também faz isso com ele.

O mais engraçado é ver como os dois são parecidos, eles são fortes, fazem de tudo para proteger quem eles amam, e sofreram muitas perdas na vida. Só que Lydia ficou forte e capaz de lutar sozinha, já Vere se escondeu atrás de uma fachada e não está nem aí com seu titulo, é só ele e seus demônios. A partir do momento que ele se interessa por ela, ele começa a persegui-la e a protegê-la , mesmo quando ela não precisa, e isso só faz com que Lydia se estresse com ele.

Os diálogos são inteligentes, e mesmo que os dois vivam as turras, eles não querem acreditar que se gostam, que ela uma mulher independente, é virgem e ele um libertino, que quer que ela se case com ele.

Vere e Lydia fazem o melhor casal até agora, e eu gosto da Loretta porque ela casa o povo no meio da história e a história não fica naquele lenga lenga, muito pelo contrário, quando você acha que tudo vai ficar bem, surge novos fatos, novos episódios e o enlace final é o melhor, porque são duas histórias dentro desse livro. Do duque e Lydia e de Tamsin, que fica mais como secundária.

OS personagens secundários como Tamsin, Bertie - o irmão de Jess, Jayne, e até Susan, o mastin negro de Lydia, fazem o livro ser mais lindo ainda.

E o melhor é que revemos Dain e Jess, já que Lydia é do clã Ballister, mas só ela sabe disso. Ou ela acha isso. E vemos a familia de Ainswood voltar a cena.

Ah e claro temos a conclusão do folhetim que conquistou Londres, A rosa de Tebas.

Adorei o livro
Beijos Beijos


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...