Dia 9 de julho é comemorado o dia da Revolução Constitucionalista de 32, uma data importante para os paulistas – e é feriado \o/

Bom, para comemorar , nada melhor que indicar um super livro de uma paulista chamada Christine M.



Enquanto a chuva caía é um livro em que o título faz todo sentido para quem lê, mas não conta a história como alguns outros títulos por aí.

A temperatura está agradável, e o clima, nada solidário à minha tristeza. Comigo é sempre assim, meio do avesso. Não me lembro de um momento bom acontecendo em um dia ensolarado. As coisas mais importantes da minha vida sempre aconteceram com o céu cinza, trovejando, com meu cabelo pingando e a roupa molhada, colando no corpo. Estranhamente, a chuva é minha amiga e se tornou sinônimo de bom presságio.

Esse é o primeiro livro da Christine que eu leio. E eu adorei. Uma mistura de romance policial com aqueles dramas românticos.

A história conta a vida – passado e presente – de Erik , um “policial” que tem “tarefas policiais” a cumprir. E ele adora o perigo e a adrenalina. Um lugar para canalizar sua raiva, para tentar esquecer o passado e ele é muito bom no que faz. Fora que ele é todo bonitão e tem tiradas irônicas maravilhosas.

O problema começa quando ele acaba matando uma de suas “tarefas” e decidem coloca-lo numa chamada aposentadoria especial, o enviando para o exterior até que as coisas se acalmem. Coisa que ele detesta – e eu te pergunto como alguém pode não ficar feliz indo trabalhar no exterior =/

Erik chega a NY como advogado da grande empresa H&L, na qual Marina é a presidente, enquanto sua mãe cuida do seu pai com Alzheimer.

Talvez ser feliz seja somente confiar que a tristeza não será eterna, que dias bons e ruins se alternarão e que em todos eles vai existir quem te faça companhia.

Marina carrega uma ferida que o tempo não conseguiu curar, que é a perda de seu bebê e a morte de seu marido em uma missão de guerra. Ainda devastada, ela tem no amigo James, alguém em que se apoiar e também tem que concordar com alguns contratos escusos da empresa.
Uns três anos se passaram no tempo real, mas eu envelheci bem mais do que isso. Não sou mais menina o suficiente para ser feliz sem motivo.
Marina conhece Erik e acaba se envolvendo, primeiro por diversão e depois porque acaba realmente gostando, com o tipo grande e bruto do advogado e mesmo sabendo que ele carrega um segredo do seu passado obscuro. Afinal ela mesma tem seus segredos, não é tão inocente como aparenta e sua empresa não é das mais “limpas”.

Eu aprendi que não adianta querer evitar as coisas ruins, ela vêm, de um jeito ou de outro. Então, pra quê adiar as boas? Essas sim podem acabar não vindo nunca.

Fica a duvida se quando os segredos forem revelados SE eles conseguirão sustentar o relacionamento, porque a verdade sempre vem a tona, mesmo sabendo que nenhum dos dois são bandido ou mocinho.



Adorei os personagens do livro. Eles são humanos sabe. Eles tem defeitos e manias , como pessoas normais, ou quase, tem. A Marina por exemplo ela é obcecada em sempre ir ao cemitério as 17h30 pra “conversar” com o Adam , seu falecido marido.
Não notamos o sofrimento alheio porque, na maior parte do tempo, estamos ocupados sentindo pena de nós mesmos.

Tanto Erik quanto Marina mostram seu lado bom e ruim, um meio termo para sua história de amor. Afinal os dois carregam passados trágicos, Marina com Adam e Erik com Luciana, sua noiva, filha de um juiz que foi sequestrado e morta ( pelo que dá para entender).
A verdade é que eu não sei equilibrar o desejo de proximidade com o medo da intimidade, pois querer o todo do outro inclui oferecer o seu todo, e eu tenho um pedaço do qual não me orgulho e que prefiro manter escondido.

Os personagens secundários também são bons, James, o chefe de Erik, as amigas da Marina.

A história nos envolve de uma forma que quando percebemos já estamos tentando imaginar o final como será elucidado o caso. Confesso que errei meu palpite #chatiada

Erik e Marina são um casal muito amor. Adorei muito mesmo e amei o final. Super Indico.

Beijos Beijos


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...