Olá meus queridos,

Mais uma semana em que trago uma indicação para vocês, e dessa vez um estilo completamente diferente de tudo o que já li.

O_DIARIO_DE_JACKN_O_ESTRIPADOR

Entre os tantos livros violentos – e seus derivados – que tenho lido, e não foram poucos, não houve nenhum com caráter investigativo em formato de documentário como O Diário de Jack, o Estripador. Estou certa que qualquer criatura reconhece esse nome e o associa ao serial killer britânico do século XIX, mas todo o conhecimento sobre o caso se encerra aí para a maioria das pessoas – para mim, inclusive.

Eu achava que seu histórico de violência tinha sido a morte de dezenas de mulheres, na verdade aqui mesmo no Pará, ou em qualquer estado desse país, podemos encontrar homens/mulheres mais cruéis que Jack, o que os diferencia é o contexto Época X Exibicionismo X Impunidade.

O livro foi publicado pela primeira vez em 1993, mas só chegou ao Brasil pela Universo dos Livros em 2012.

Na realidade, o livro é uma grande investigação-relato-defesa-pesquisa cientifica sobre a veracidade de um diário supostamente escrito por Jack (ou James Maybrick, ainda segundo os escritos), encontrado dezenas de anos depois dos acontecimentos do ano de 1888. Relatando seus planos, anseios e sadismo, o diário identifica o homem que matou cinco mulheres de forma cruel, e a sua autenticidade é tão questionada exatamente por esse homem nunca ter sido apreendido pela policia britânica.

A autora analisa cada detalhe da família de James, um rico comerciante de algodão, bem sucedido, com dois filhos pequenos e um vicio descontrolado por arsênico, o ligando a cada fato de conhecimento público sobre as mortes.

Para mim foi impressionante como mais de 500 páginas investigativas não se tornaram maçantes, levando em consideração meu gosto literário associado a ser estreante nesse estilo. Talvez seja pela quantidade de pesquisa cientifica pela qual o diário em questão passou, ou pelo interesse em conhecer/entender a mente de alguém tão doentio. O fato é que o livro conseguiu me prender do começo ao fim.

Mais considerações [completamente aleatórias]:

1 – Fiquei impressionada com a quantidade de livros publicada nos EUA/Reino Unido que tenta elucidar questões sobre outros livros lançados anteriormente. É tanto livro para falar de livros que chego a ficar tonta.

2 – Através desse livro descobri o tão famoso – menos pra mim – escândalo sobre os falsos diários de Hitler [Eu quero!]

C360_2013-08-20-15-39-39-834
Meu trecho favorito do Diário.

3 – Revoltante como existe uma grande camada da população preocupada somente em desmascarar/humilhar o trabalho dos outros. Mais sobre isso n’O Diário.

                                                                                                                  
20130820_145101
Como o texto foi traduzido (á esquerda o original e direita tradução literal)
                                                                                    
C360_2013-08-26-19-36-35-332
Em cada início de capítulo, uma citação do Diário.


Um Comentário

  1. Estou iniciando a leitura agora... gostaria de saber se o principal foco do Diário é a pesquisa e se vão conter passagens do verdadeiro diário, pq até agora só li sobre o processo de investigação realizado pela autora. PS Gostei da sua resenha. <3

    ResponderExcluir

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...