Quando vi que Sara Pretty Little Liars Shepard ia lançar um livro de suspense, eu fiquei louca de curiosidade. Aí eu pedi para a editora linda HarperCollins e eles me mandaram.

Mas eu deveria saber que não posso ir com tanta sede ao pote porque o livro é bom, mas não é super. Vou explicar.

O livro conta a história de Eliza Fontaine, uma jovem prestes a lançar seu primeiro livro chamado "As Dots" se hospeda em um hotel e lá ela toma bebidinhas do frigobar do seu quarto de hotel e apaga. Quando ela acorda, ela está em uma cama de hospital, com sua família em torno, dizendo que ela foi encontrada no fundo da piscina... de novo. Sim, ela já havia tentado suicídio dessa mesma maneira outras vezes.

Mas Eliza bate o pé e diz que não tentou se matar, que ela foi empurrada ou seja, alguém tentou matá-la, mas como ninguém acredita nela, ela vai atrás de Desmond Wells, que foi uma das pessoas que a ajudou na piscina aquela noite. E ele diz que talvez tenha visto uma pessoa fugir dali. 
Paro perto da água, procurando freneticamente em torno. O quê? E sinto medo… Mas por quê? Então ouço passos. Há uma confusão de movimento, e tropeço. Ouço um gemido – meu gemido -, e a risada de um estranho.
O problema é que a mente de Eliza é totalmente confusa, ela tem memórias faltando, sensação que tem alguém a perseguindo e no meio disso tudo ainda tem seu livro, que está fazendo sucesso antes mesmo de lançar por causa dela.

Afinal o que é realidade e o que é ficção? Seria tudo verdade ou tudo uma mentira? Se pode realmente confiar nela?
“Eliza” – A voz falha. Treme. E então, ela suspira. É um grande suspiro, triste e longo, melancólico e cansado. – “Meu bem.” – Meu bem. Isso faz meu coração fraquejar. Minha mãe só me chama de meu bem quando faço algo que realmente a deixa abalada. 

Ok, vamos lá.

Sarah Sheppard está acostumada a escrever livros para xóvens nesse estilo "mentiras e verdades", e esse livro mesmo que seja um thriller e seja para adultos, segue este estilo de escrita. O que não me empolga muito - mas isso é culpa de Lying game, que no me gusta

Gosto de livros de suspense que te faça pensar em várias alternativas, aquele ritmo alucinada e depois aquele final mais PAH... não é o que ocorre, mesmo com a escrita envolvente da autora, o livro é bem normal. E se você estiver acostumado com suspense saca logo de cara o que está acontecendo.

A moça do livro é uma jovem peculiar, ela tem um gosto mórbido e adora coisas macabras. O que depois é explicado com a revelação do mistérios sobre seus lapsos de memória. Mas enquanto isso vamos com ela, procurando seu assassino.

Eliza é um personagem confuso, instável, com  muito problemas psicológicos, teve um tumor no passado - e ainda põe a culpa nele - tentativas de suicídio, e não sabemos até que ponto aquilo é real ou ficção. Não se pode confiar nela ou nas suas memórias, mas quando ela acredita numa coisa ela vai até o fim para descobrir a verdade. Mesmo que não acreditem nela.
Entendo eles concluírem que pulei. Meu histórico me compromete. Mas dessa vez não entrei naquela água por vontade própria. Tenho certeza disso. Alguém queria me matar.
Uma das coisas diferentes do livro, e que eu gostei muito, foi que entre uma narrativa e outra de Eliza, conhecemos partes do livro novo dela. Há partes que os eventos da vida dela se confundem com os da sua história, e não sabemos o que é real ou imaginário. 

Gostei de Dorothy e Dot, a tia, tipo mãe da menina, e a menina do livro "As Dots". A Tia é bem manipuladora e  faz o que quer. É bem macabro esses pedaços. Realmente deveriam ter um livro só para elas haha. E vai por mim, não pulem esses trechos, há muitas dicas ali.

Os personagens secundários são rasos e sem muitas explicações, não sei se gostei muito disso. 

O livro é bem rápido de se ler, uma vez que Sara Sheppard escreve muito bem, mas a história tem um "quoi" de alguma coisa falatando. Ou talvez seja porque li suspenses demais esse ano. haha

Indico para aqueles que começaram a ler suspense ou querem começar de forma leve, ou para aqueles qe são fãs da autora, ou para os que gostam de uma história não tão complicada.

A edição está incrível! A HarperCollins fez uma edição simples, bonita, com uma capa maravilhosa com os detalhes de água. 
Grande parte das minhas decisões não faz sentido. Eu irrito as pessoas. Queimo pontes. E não faça nada para recuperá-las. Além disso, tenho amnésia de vários episódios da minha vida.

Beijos Beijos.

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...