Pára tudo!!!
Quando achei que finalmente tinha zerado minha lista de "querâncias" da Editora Darkside, essa caveirinha vem e simplesmente ignora isso e faz um mega lançamento.
Estou falando do livro que mais quero - até agora - e que preciso ler. Já comentei aqui que adoro ler sobre a segunda guerra e simplesmente amo Anne Frank, então se você é como eu, abaixa que é tiro da caveirinha direto no peito.
Combinando a ternura de Em Algum Lugar Nas Estrelas - que logo tem resenha aqui para vocês , outro título da coleção DarkLove, com a realidade angustiante de O Diário de Anne Frank, A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA apresenta uma perspectiva da Segunda Guerra Mundial vista pelos olhos de uma menina que se transforma em refugiada no seu próprio país. Mais uma oportunidade perfeita para emocionar corações de todas as idades e relembrar os valores do companheirismo e da amizade em todos os momentos da nossa vida.
A GUERRA QUE SALVOU A MINHA VIDA é um daqueles romances que você lê com um nó no peito, sorrisos no rosto e lágrimas nos olhos entre um parágrafo e outro. Uma obra sobre as muitas batalhas que precisamos vencer para conquistar um lugar no mundo.
Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando.
Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.
Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa.
Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios.
Ai gente já estou chorando aqui!! Imagina a emoção!!

A autora é vencedora do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e o livro é adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.

Estou louca para ler!!! O livro já está em pré venda AQUI. O lançamento é para o dia 22/03/2017.

Beijos Beijos

6 Comentários

  1. Oie Gêmula =)

    Estou vendo esse livro em todos os lugares hoje rs...
    Gostei da premissa da história e como tenho uma queda por livros que se passam em tempos de conflito fiquei bem curiosa.

    Espero ter a oportunidade de ler em breve ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um sinal para vc comprar e emprestar para mim huahua

      Excluir
  2. Eu estou apaixonada nessa capa e a história me parece muito boa também... A Caveirinha sempre arrasando nos lançamentos...

    ResponderExcluir
  3. Oi Fran,
    As edições da Darkside são tão liindas! Fico apaixonada.
    Uma pena que o gênero não me agrade tanto, mas sinto vontade de ter todos os livros, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas os livros da Darklove são mais para o romance mesmo. Em algum lugar nas estrelas e O último adeus são romances super bonitinhos, sem um pingo de terror. Mas é de chorar.

      Excluir

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...