Cute!!


Essa palavra define essa leitura. É um livro que a primeira é simples e parece mais do mesmo, mas conforme a leitura avança e principalmente nas últimas 100 páginas, você simplesmente desmorona e caí junto com os personagens.

E sim, eu chorei!


O livro é narrado sob dois pontos de vista. E ele já começa tenso, qual dos dois amigos morreu na missão ?

Deus? Você vem me falar de Deus?- grito. - Deus é o caralho! Não tem porra nenhuma de Deus.

Jessa está em seus últimos dias de aula na escola católica e ela e sua amiga Didi esperam ansiosamente o verão. Didi mais que Jessa, afinal ela vai para California, enquanto Jessa ficará em San Diego mesmo, perto de casa. Perto de seu pai militar e linha dura, do qual toda a família morre de medo, inclusive seu irmão mais velho, Riley, que se alistou e agora segue a carreira na Marinha.

Kit está com 21 anos e junto com seu melhor amigo Riley, está servindo a Marinha, seguindo os passos de seu pai, agora capelão do exército. Seu relacionamento com o pai de Riley e Jessa é que é o problema, o homem o odeia pelo simples fato de existir e ser filho de seu pai. O que complica as coisas quando ele e Jessa começam a ficar juntos, afinal a garota tem muito medo da reação do pai.

O relacionamento dos dois começa no dia do aniversário de Jessa, que é logo que os dois voltam para a folga da Marinha, que durará quatro semanas. E serão as quatro semanas inesquecíveis da vida dos dois, até porque o pior está a espreita.

Isso mesmo- sussurro ao vê-lo caminhar até a moto - Vá embora. É o que você faz de melhor.

Jessa é uma garota doce, inteligente, estudar na California e que quer ser atriz, mas o medo de seu pai, um militar muito babaca e grosso, a impede. Na casa dela, tanto ela como a mãe e até o irmão mais velho, Riley, pisam em ovos quando se trata do pai. Ela é apaixonada por Kit, o melhor amigo de seu irmão desde seus 14 anos, mas acha que ele nunca vai prestar atenção nela. Até que no seu aniversário de 18 anos, pouco depois da volta de seu irmão e Kit, ela finalmente realiza seu sonho de ficar com o bonitão.

E o envolvimento dos dois fica bem sério, mas mesmo assim Jessa prefere manter em segredo do pai e do irmão.  E o relacionamento dos dois é muito fofo e lógico muito quente, afinal eles só tem quatro semanas antes de Kit voltar para o deserto e ficar um ano longe. E a maior parte deste livro se passa neste tempo. E Jessa se transforma em uma mulher decidida com o apoio de Kit.

Estou dizendo - continua Didi - O Kit é como um daqueles leprechauns, que dão sorte a quem os captura.

Kit é um homem de 21 anos, que perdeu a mãe muito novo e viu seu pai passar anos entregue a bebida, mas que hoje ele é capelão do exército e um bom pai para ele e sua irmã. Kit foi criado em uma família grande de tias e primos e é muito amigo de Riley desde que tinham 14 anos e a familia de Riley se mudou para perto da casa dele. Mas ele só notou Jessa mesmo como mulher há pouco tempo, mas não consegue esquecê-la. Assim quando retorna da missão com Riley, para passar a folga com a família, ele decide tomar uma decisão que poderá afetar toda a sua vida.

E no meio disso acompanhamos um pouco da Didi, a amiga destrambelhada da Jessa, que ajuda o casal a namorar escondido. E também a história de Jo e Riley, que eu queria que tivesse um livro só deles. Acho a história deles digna de ser contada também.

Sobre os pais , eu não tenho muito o que falar. Só que o pai de Kit é uma coisa fofa, e o da Jessa, te faz querer arrebentar o homem na porrada. E o segredo pelo motivo da briga dos pais de Jessa e Kit - na verdade , pelo ódio que o pai dela tem pela família de Kit, eu já desconfiava. Mas não deixa de ser emocionante quando é finalmente revelado.

Você sempre é cruel com ele- continuo em voz baixa, tentando evitar que fique trêmula. - Eu não entendo por quê. O que Kit fez para você?

Esse livros fala sobre amor, perda, principalmente sobre superação, sobre se perdoar e tentar esquecer os horrores sofridos em uma guerra . O engraçado é que não parece ser sobre isso, quando você começa a ler parece uma dessas histórias bobinhas, mas conforme vamos avançando vemos um homem que não supera o que perdeu, assim como os traumas que uma guerra deixa em uma pessoa, como isso pode afetar as pessoas próximas.

O final não podia ser mais tchuco.Esse livro é lindo. Eu super recomendo.

E tem um livro 2, contando a história da Didi. .

Volta para mim. Promete que você vai voltar para mim.

Sempre.

Observação besta:

Enquanto eu fazia essa resenha, aqui no serviço, um homem lindo da Marinha veio para ser atendido, terminei a resenha babando né.

Beijo Beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...