E hoje é aniversário de maravilhosa Julia Quinn.

E nada melhor que comemorar o aniver dessa autora linda que falar do mais novo lançamento dela aqui no Brasil né.

É claro que estou falando dos Bridgertons!! Um beijo inesquecível  é o sétimo livro da série.

Resenhei o quinto e o sexto, o da Eloise e o da Francesca, faz algum tempo, Para Sir Philip, com amor  e  O conde Enfeitiçado. Os outros ainda não. #ShameOnMe . 




Hyacinth , é a ultima das filhas de Violet Bridgerton a casar, e provavelmente se deve ao fato da caçula ser mais espirituosa, para não dizer irônica, que as demais. Inteligente e sem papas na lingua, Hyacinth sabe que não poderá casar com qualquer homem, tem que ser um que não fique com medo dela, nem se deixe dominar.

Sua amizade com Lady Danburry, mostra o quanto é parecida com a personalidade dessa senhorinha que todos admiram, mas que tem receio de sua língua afiada. A amizade das duas é muito sincera, e porque não dizer , fofa.

Mas lady Danburry tem planos para Hyacinth, e eles envolvem um casamento com seu neto Gareth St Claire, lindo, inteligente e com um senso de humor excelente, mesmo com a fama de libertino que ele tem.

Ao conhecer melhor St Claire, Hyacinth vai percebendo que encontrou um dos poucos homens com quem consegue manter uma conversa decente e também o único que consegue a deixar sem fala.

Que boa cristã é - murmurou Gareth.

Ela arqueou uma sobrancelha.

Jamais disse que era um modelo de bondade e luz.

Gareth tem um passado turbulento, afinal seu pai sempre o tratou como a escória da familia, e ele sempre fez de tudo para atentar o pai. Até que, um dia, o barão joga na cara dele, que ele não é legitimo.É quando ele procura a sua avó, Lady Danburry, paa ajudá-lo, mas só ele e eseu pai sabem a verdade. Mas com a morte de seu irmão mais velho, sua história tem uma reviravolta.

É desse modo que chega as suas mãos o diário de sua avó paterna, Isabella. Só tem um problema, está na língua materna dela, o italiano. Como ele não entende, resolve procurar sua outra avó para ajudá-lo, e como Hyacinth sabe um pouco do idioma, resolve ajudá-lo, e assim os dois acabam juntos desvendando um segredo e um tesouro.

Mas quanto mais tempo passam juntos conversando sobre o diário, procurando o tesouro, e até trocando confidências, os dois começam a ver que encontraram sua alma gêmea. E um beijo chega para selar este pensamento.

Está em seu beijo, sussurrou a mãe. Tudo está aí, em seu beijo.

A história é deliciosa. Foi a melhor das melhores histórias das irmãs até agora, e sim ele está entre os meus preferidos, no mesmo páreo de Anthony e Benedict.

St Claire e Hyacinth formam aquele casal que todos nós adoraríamos ter como amigos, eles são irônicos, divertidos e não tem papas na linguas , nem um com o outro. Eles tem uma química que logo de cara se imagina que eles se conhecem a muitos e muitos anos.

O pai de Gareth é um capítulo a parte. Que homem babaca. pelo amor! Ele fez o Gareth, sofrer tanto, tanto. Não consigo entender os pais que descontam nas crianças, os erros dos adultos.

E claro ainda podemos rever a nossa querida Lady Danburry, que é a avó mais tchuca do universo, mesmo com aquela bengala perigosa e claro , temos o clã Bridgerton no qual revemos Anthony, Daphne, Pennelope e conhecemos mais de George. E há a mãe do clã, Violet, com uma das conversas entre mães e filhas, mais linda da face da terra. #CryingARiver

Adorei os epílogos, os dois mostram como a filha dela, Isabella, é parecida com a mãe. E sabemos mais sobre o tesouro *-*. Só posso dizer que Hyacinth é bem persistente, mas a Isabella é mais.

Leiam!! E se divirtam como eu!!



Beijos Beijos


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...