E hoje é dia de resenha internacional. \o/

E é de um que logo logo chega as livrarias pela Globo Alt. Olha a capa a linda que vai sair.




Bom, o livro como podem ver é o DUFF , sigla em inglês para "Designated Ugly Fat Friend", que significa "amigo(a) designado(a) gordo(a) e feio(a)". Mas no livro vemos que na verdade essa sigla é para a amiga mais feinha de um grupo de amigas. Aquela que os caras chegam para ver se conseguem algo com a amiga bonitona. Sim, blaster machista, mas ok.

Capa original em Inglês.


No livro conhecemos Bianca Piper, uma adolescente de 17 anos, que tem pais complicados: seu pai, é um ex- alcoolotra que fecha os olhos para as viagens da mãe, e a mãe, viaja o país dando palestras motivacionais, ou seja mal para em casa, isso quando volta para a casa né.

Enfim, além disso, temos todos os dramas normais da idade. Certa noite, ela está com suas duas melhores amigas, Casey e Jessica em uma boate bem frequentada pelos alunos da sua escola, em seu banco de sempre, conversando com o barman, quando o popular - e bonitão-  Wesley Rush chega para conversar com ela e a chama de DUFF.

Ao descobrir o que significa, e que ela é a amiga feia, Bianca simplesmente joga todo seu refrigerante em Wes, tudo bem que ela já detestava o garoto, mas ser chamada de DUFF na cara dura, é muito para ela.

O problema é que não consegue esquecer o que ele disse,  sua casa agora virou praticamente cenário de guerra, e ela não consegue se abrir com suas melhores amigas. Até ela descobrir uma valvula de escape. E adivinha quem é o eleito a válvula de escape ?

Sim, Wes , vira o boy magia da Bianca, que abusa sem dó do menino, só que ela esconde isso de todos, o que pode acabar virando o jogo para ela mesma.

Porque eu vinha me estressando com essa palavra idiota por tanto tempo sendo que isso era tão simples? Eu deveria estar orgulhosa de ser a Duff. Orgulhosa de ter grandes amigas que, em suas mentes, eram minhas Duffs.


O livro é uma graça, mesmo que ás vezes você se irrite com a personagem principal.

Bianca é a típica adolescente que pensa que pode resolver tudo sozinha, afinal ela é a "adulta" de casa há muito tempo, entre as crises dos pais, e suas próprias crises normais da idade , ela se recusa a falar disso com as amigas, menos ainda com o pai surtando ou a mãe ausente, é aí que ela vê uma saída um tanto fora do convencional, nos livros pelo menos. Ela vê no cara que ela mais odeia, um "estepe emocional" durante suas crises. E ela acaba fazendo disso meio que uma rotina.

Isso soa sexy - ele disse, ficando em pé e me entregando a pilha de trabalhos de Espanhol que ele colocou junto - O que significa?

O tom da sua voz faz com que e queira me estrangular.

Wesley é aquele cara típico: gato, popular, quaterback, tem filas de mulher a sua espera. Mas mesmo assim você não consegue odiar o cara. Conforme vamos conhecendo ele, vamos ficando com raiva da Bianca por ela ser tão arrogante com ele. Sim, eu sei , o cara meio que não presta, mas ao poucos , vamos vendo que ele é sincero, que ele realmente escuta uma garota, e que ele tem uma familia nada estruturada.

O melhor do livro é que ele foge dos padrões, mocinha nada popular , cara popular, mocinha popular que é má. Na escola vemos que a Bianca tem mais amigos que Casey e Jessica,  loiras bonitas, inclusive Casey é capitã das lideres de torcida. Inclusive tem aquele mala do Tobby, que vocês vão conhecer quando ler. Toby era o sonho de par perfeito que Bianca tinha. Bleh!!

As amigas são muito fofas, inclusive entendo porque elas ficaram bravas com Bianca e sua tendência de falar que não tinha problema nenhum.

Bianca e Wesley tem diferentes tipos de lidar com algo. Ela é todo irritada e briguenta, já ele é mais de fazer piada e tirar a pessoa do sério.

O que mais gostei foi o modo como a autora explorou o lado familiar, De Bianca com os pais, de Casey com os pais divorciados, de Jess com a familia perfeita, de Wesley e sua familia rica em posses, mas totalmente disfuncional de afeto.

Você realmente se importa?

Claro - Ele se sentou e bateu no colchão ao lado dele - Existe mais nesse maravilhoso corpo do que músculos abdominais inspiradores. Eu teno um par de ouvidos também, e acontece que eles funcionam muito bem. 


Eu indico, leiam por que ele é muito fofo.

Ah, e hoje descobri que tem um filme de mesmo nome, porém, pelo que vi, mudaram e muito a história.

Beijos Beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...