As vezes pensando que mentirinhas isoladas, seja para outros ou para nós mesmos, não irão ter grande impacto. Então vamos enrolando. Levando aqui e ali.

Mentiras que confortam nos mostra que mais cedo ou mais tarde , a mentira vem e bate de frente. E a realidade perfeita, pode cair em pedacinhos.



Tia. Juliette. Caroline. Peter. Nathan.

Cinco pessoas. Três Histórias diferentes. Uma criança que os unirá para sempre.

O livro é narrado por Tia, Caroline e Juliette. Ele começa nos apresentando Tia, uma estudante universitária, que engravida de um professor , Nathan, que é casado com uma mulher que ele ama muito, Juliette, com quem tem dois filhos, Lucas e Max.

A gravidez de Tia ameaça acabar com  o reino encantado que Nathan vive, então ele não pensa duas vezes e termina com a moça e a manda cuidar disso. Mas Tia criada por uma mãe solteira - que está com câncer terminal - , não consegue e então decide dar a bebê para adoção.

O casal escolhido é Caroline e Peter. Peter está pronto para a paternidade, só que não pode ter filhos, já Caroline não se sente tão empolgada assim.

É assim que as histórias se cruzam pela primeira vez.

Cinco anos mais tarde. Tia recebe as fotos anuais que Caroline manda de sua filha, Savannah - ou Honor. Só que dessa vez, cansada de sentir pesado seu coração sozinha, ela decide mandar as fotos para Nathan, esperando que ele sinta o mesmo. Pela filha deles. Pela filha que ela deu para adoção. Pela gravidez que escondeu de todos.Por quem ela bebe todo dia. E se torna relapsa em seu serviço com os velhinhos.

Essa foi a decisão que você tomou, Tee. você precis parar de se torturar por causa disso.

Só que quem recebe as Fotos é Juliette, a esposa quase perfeita, sempre neurótica pela estética. Tanto que a empresa dela é de cremes estéticos. Ao ver a foto de Savannah, ela enoluquece, e começa a sua busca pela menina, chegando a convidar a menina e Caroline para um dia de SPA na sua clinica.Enquanto isso ela surta em casa, com todos.

Caroline é patologista em um centro oncólogico. Ela ama o marido, mas acha que a casa enorme é um exagero, e não consegue se doar por interio a filha. Ela ama a menininha, mas se sente nervosa quando a filha a olha com aqueles grandes olhos castanhos. Ela sempre que pode deixa a menina com a babá, Rose, mas começa a ver que a babá começa a colocar coisas na cabeça de sua menininha. E fora isso Peter começa a pressioná-la para que se torne mãe em tempo integral.

A história de todos são afetadas pela ação de Tia. Mentirinhas que com o passar do tempo se tornam o elefante branco que não pode ser esquecido.

Quando temos sorte, as pessoas que realmente importam nunca saberão o que dissemos. O que pensamos, ou o que fizemos.

O livro é bem legal. Fala sobre adoção e sobre como uma ação pode te assombrar durante toda a sua vida.

Tia é um personagem contraditório. Ao mesmo tempo que ela sabe que fez o melhor para sua filha, ela fica se pressionando, lembrando das palavras da mãe, que fora claramente contra ela dar Honor para adoção. A Morte da mãe antes do nascimento da menina, só serviu para deixa-la mais bitolada. Ela bebe muito, e isso faz com que ela não seja de grande ajuda para os velhinhos que ela tem que ajudar no Centro onde trabalha. Depois de um erro que custa o emprego dela, comecei a pesar que ela ia parar e analisar a sua vida. Mas não. Só no final é que ela realmente tem coragem e segue o seu coração.

Juliette quer ser a mulher perfeita. Mas quando ela vê a filha do seu marido com outra, todo o mundinho dela começa a implodir. Ela fica obcecada em descobrir se ele ainda ama tia, se ele sabia da menina, e savannah ser parecida com Max , não ajuda. Ela quer conhecer a menina, ser parte da familia.

Agora eu gostei da Caroline. Ela quer trabalhar, ser independente, mas seu marido quer uma familia, e isso vai a enoluquecendo aos poucos, tanto que ela encontra base nos remédios para se sustentar. Ela tenta ser uma boa mãe. Mas o que fazer quando não se tem o dom da maternidade. ela ama sua menininha mas ela não consegue se dar por inteira.

As três vão aprender muito durante este tempo. Como pessoas e como mães.

Somos uma família. Nós nos tornamos uma família no dia em que seguramos Savannah em nossos braços. Esse milagre nunca vai acabar Talvez agora tenhamos um pouco de mágica para agradecer. Finalmente, está tudo esclarecido, e podemos ser uma família sem precisarmos nos apoiar na força das mentiras.

Peter é um fofo, na ânsia de ser pai , ele acaba achando que Caroline também é como ele. Mas com diálogo eles acabam se entendendo. Savannah é muito inteligente para a idade dela, ela consegue entender tudo o que se passa, inclusive com a mãe dela.  Agora Nathan, é um fdp. Sério, ele me irritou. Se ele amava tanto a esposa porque traí-la? Ele confessou o caso, mas não a criança. Não gostei dele.

Eu indico, é um livro rápido, e mesmo com a temática, ele é um livro leve.

Beijos Beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...