Recebi da Novo Conceito um trecho de um futuro lançamento da editora.

Li porque achei bonitinho o nome e porque vi a capa liiiindaaaa.

Resenho porque necessito da continuação - para agora!!!



O livro de estreia de Sarah Butler é considerado por alguns como uma “verdadeira homenagem a cidade de Londres” e até mesmo “poema em prosa sobre os laços de afeto”. O livro foi indicado pela Oprah Winfrey e a escritora Vanessa Diffenbaugh, do livro A Linguagem das Flores, fala que o livro é essencial para aqueles que “se perguntam onde eles pertencem e a quem pertencem”.


A história fala sobre duas pessoas completamente diferentes e, ao mesmo tempo, que complementam-se: Daniel, um mendigo que lista diariamente os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu; e Alice, que não se sente à vontade entre a família que a cerca e também tem a sua lista, de coisas que a tornam feliz ou triste. O que eles tem em comum, devem estar me perguntando? O amor, é claro, esse sentimento que se torna um dos personagens principais, presente em toda a história.

O livro  Dez coisas que aprendi sobre o amor fala sobre duas histórias : a de Daniel e a de Alice. A primeira vista eles não tem nada em comum.

Alice volta para casa depois de muito tempo viajando, por causa da doença de seu pai, e que acredita que a morte de sua mãe - e várias outras coisas -  é culpa sua. E, eu desconfio o que o pai dela quer contar para ela.

Daniel é um mendigo que fica vagando pelas ruas á procura de sua filha, e enquanto isso, faz uma lista de coisas que lembram ela e que gostaria de lhe falar.

Esse capítulo me chamou muito a atenção, e espero que o livro todo continue nessa mesma linha. É emoção pura e simples.

Uma vez que tenha me apaixonado, acho quase impossível me desapaixonar; aprendi isso sobre mim mesmo. Não é algo que torne a vida mais fácil.

 Quem quiser ler também. Só clicar AQUI.

E também nos pediram para fazer uma lista com 10 coisas que vocês sabem sobre o amor. Então vou colocar aqui o que eu aprendi e sei sobre o Amor.


  1. SEI que o amor nem sempre é compassivo e benigno como diz a Biblia.
  2. SEI que amor é válido vindo de todas as formas e lugares.
  3. SEI que dizer não a quem se ama, é difícil e dói, mas ensina.
  4. SEI que não temos que fingir ser o que não somos para que nos amem mais.
  5. SEI que quando mentimos para quem amamos, aquilo se torna um peso.
  6. SEI que o fardo fica mais leve se dividirmos nossas preocupações com quem amamos.
  7. SEI que posso até não conseguir fazer nada para diminuir a tristeza de quem amo, mas vou tentar o máximo ver ela sorrir.
  8. SEI que amar é estar ao lado , mesmo que não haja consolo, é estar presente para enxugar as lágrimas, é o melhor apoio.
  9. SEI que amar é escutar de verdade o que o outro fala, e também aquilo que seus olhos dizem.
  10. SEI que se eu não conseguir deixar quem eu amo, feliz, devo deixar ela seguir o caminho dela. Afinal amor é ver a quem se ama, feliz. Mesmo que isso nos faça sofrer.


E detalhe: Semana passada estava com um tempo ocioso e comecei a fazer dobradura. Olha que coincidência!!



Beijos Beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...