Adoro chick lits. Por mais que você saiba com quem a mocinha vai ficar, ou prever o que vai acontecer, tem cenas muito engraçadas, e uma surpresa e outra.


1 milhão de motivos para casar é fofo, ele é escrito pela Gemma Townley, irmã de Sophie Kinsella. Ela segue a mesma linha da irmã, só é um pouco menos, hmm como posso dizer, ah não sei, parece que falta alguma coisa. Talvez carisma nos personagens.


Jessica Wild foi criada por sua avó amarga e rancorosa, que colocou nela todo um trauma sobre o amor, uma vez que seu marido a deixou e sua filha , que morreu em um acidente de carro, também foi abandonada pelo pai de Jess.Assim Jess foca mais na carreira que no amor, porque ela foi criada dessa maneira rígida pela avó.

Ela mora com sua amiga Hellen, uma garota rica, que trabalha produzindo programas de TV. Já de cara vou falar que não gostei dessa amiga. Já explico o motivo.

O trabalho de Jess é o que ela mais ama, mas por timidez , ela acaba ficando para escanteio, mesmo que tenha ótimas idéias.

Mas a confusão toda começa quando sua avó decide ir morar em uma casa de repouso e de tanto visitá-la , uma senhora chamada Grace, que também mora lá, acaba fazendo amizade com elas. Após sua avó falecer, Jess continua indo até a clínica para passar tempo com Grace,e depois de saber que a velhinha está com s dias contados, ela resolve criar um namorado ficticio , e consequentemente, casar com ele. O problema é que o homem em questão é seu chefe Anthony Milton.

Lindo, mulherengo e nem sequer olhou para Jess com outros olhos. Mas isso vai mudar. Porque quando Grace morre la deixa toda a sua herança - 4 milhões de libras e uma enorme casa no campo-, para Jess, na verdade para Sra. Milton. Agora Jess tem 50 dias para mudar seu status de solteira para casada, e com seu chefe.

 Naquele tempo, as pessoas sabiam muito bem o que esperar de um casamento, concorda? Agora todo mundo espera estrelas e arco-íris; não é de se admirar que todos acabem tão decepcionados.

Como disse o livro é muito bonitinho, mas quase fica com a sensação de mais do mesmo. Demorei para engrenar com Jess, que lá pelo meio do livro começa a ganhar mais minha afeição, mas para uma pessoa inteligente , ela até que é meio devagar para algumas coisas.

Agora aquela amiga dela Hellen me deu nos nervos. Sério. A amiga dela surta ao descobrir que a amiga ficou milionária.  E só depois, lá no final da história , é que ela pergunta para Jess, como ela realmente se sente. Toda a transformação de Jess poderia ter sido feita pela amiga em qualquer tempo, mas ela força Jess a todo tipo de coisa para conquistar o Sr Bonitão no projeto Casamento. Só acho que a amiga estava pensando mais no umbigo dela do que na Jess, mas ok.

Anthony é o típico bonitão mulherengo e que está sempre de boa, como se o mundo fosse seu quintal. Claro que acertei várias coisas sobre ele, mas a autora me surpreendeu com uma notícia, então entendemos o porque de tantas coisas.

E não posso deixar de comentar que tem dois personagens que não agregaram nada a história. Muito toscos.

O casal você sabe logo de cara, assim como o final mais ou menos você acaba acertando também, mas a autora me surpreendeu com essa surpresinha. Foi o que salvou o livro de ser mais do mesmo.

Passar batom não reduz o seu QI. Sair com um cara não transforma você em uma criatura patética que não pode viver sem homem.

Enfim, indico se você quer uma leitura leve, e que te faça rir. Mas não vá esperando AQUELE chick lit super maravilhoso , que não é esse o caso.



Beijos Beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...