Desde que eu vi pela primeira vez a capa e a sinopse, eu fiquei louca para ler. Nunca tinha lido nada da Carolina Munhóz, embora já tivesse visto os livros dela sendo muito bem recomendados.

E, sinceramente, adorei.




Por um toque de Ouro , primeiro da Trilogia Leprenchaun, nos leva pela Dublin mágica e ryca de Emily O'Connel, uma das herdeiras mais badaladas da Irlanda,  linda e milionária, juntamente com seu clubinho dos "posh", vive como se o mundo girasse em torno deles. Juntos eles vão a festas, boates, e são capas de revistas e jornais. O céu é o limite.

Mas o muita sorte pode atrair atenção demais. Tudo começa com um incidente em uma casa noturna, depois de que Emilly se dá bem na mesa de pôquer, ela joga um rapaz longe, quando ele tentava estuprá-la no banheiro. Depois de sair desesperada e fingindo que nada aconteceu, ela sente que algo está para acontecer.

Nunca se preocupara com isso, mas suas amigas viviam dizendo: mulheres abrem seus corações com facilidade. Homens os machucam com a mesma desenvoltura.

E acontece na forma de Aaron Locky, um jovem americano milionário, com cara de bad boy, que chega para abalar a vida de Emily. Ele é quem a guia em um universo que até então pareceria loucura, para qualquer um que a encontrasse, ele mostra o que seus pais haviam lhe escondido durante toda a sua vida.

Sim, eles são Leprenchauns. mas ao contrário do que pensam, eles não são homenzinhos verdes, com chapéu e cinto, e sim antigos que tinham um dom, o dom da sorte, passado através de gerações, que está no sangue da família e que acham que não passa de uma lenda. Emily possui o toque de ouro e sua sorte e riqueza não são o acaso, e sim herdeira desse legado.

Claro que sempre tem gente gananciosa e ficam atrás do dom de Emily, e quando menos espera,tudo o que ela sempre teve por garantido, vê ruir sob os seus pés.

O livro é muito bem escrito, e nos leva a viajar por Dublin, conhecendo lugares e costumes irlandeses, ainda assim fiquei um tanto incomodada com palavras do Brasil, coisas bem regionais, como bixamá, entre outros. Sei lá, em inglês seria algo como Bitch. Mas nada que tire o brilho do livro.

E quando eu digo brilho, é sério. Ele é todo bem trabalhado nos detalhes dourados e na capa emborrachada, linda de morrer!!



Os personagens são bem caracteristicos, então tem horas que você torce, que você briga, que você quer dar uns tapas e tem hora que você quer abraçar e chorar junto. Eu não sei vocês, mas quando gosto de um livro, eu interajo com ele. Darren é o amigo mais lindo da face da terra.

E nosso encontro romântico vai ser em uma biblioteca de Hogwarts, sabia? - informou ele, achando graça.

Sim, porque precisavam de uma biblioteca empoeirada! O que há de romântico nisso?


BIG BIG SPOILER

Ok, agora se você não curte um spoiler NÃO LEIA o próximo parágrafo que vou deixar com letrinhas brancas - só selecionarem para ler - , para aqueles que queiram saber, ou se já leram, para também partilharem sua opinião.

Aaron FDP!!! Tô com muito, mas muito ódio no coração do Aaron, se é que esse é mesmo o nome dele. Mesmo que já soubesse, depois que ele contou a histórinha dele, eu desconfiei na hora. Ele era muito amorzinho, muito solícito demais para o meu gosto. Mas mesmo assim partiu meu coração, ele ter feito o que fez com Emily. Tá bom que ela precisava levar um sacode para acordar, ver que a vida não é uma eterna festa, mas matar o pai e mãe tão lindos dela... Foi demais.


Claro que indico, por ser nacional, pela história e por se passar na Irlanda.



Beijos Beijos


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...