Imaginem vocês que a sua vida está desmoronando. Sua vida profissional está em cacos devido a um enorme erro que você foi o responsável, além de ter arruinado a vida de um homem de bem, pessoas todos os dias jogam coisas no seu apartamento, sua família também está contra você, seu namorado acaba de te deixar e sua melhor amiga está morrendo.

Isso é só o começo desse livro emocionante da Cecelia Ahern, A Lista, que é totalmente despretensioso e, porque não dizer, diferente.



Katherine Logan, ou Kitty, está no ápice do seu inferno astral, tudo na sua vida está desmoronando, e ela só tem seus melhore amigos de faculdade Steve e Sally. E Constance. Sua mentora e amiga, que sempre a ensinou a fazer jornalismo com o coração. Coisa que ela esqueceu, ao tentar dar um grande furo no qual arruinou a reputação de um homem bom e decente , e ao descobrir isso e ser processada, arruinou a sua carreira de jornalista.

Sei que você não deve acreditar que compreendo a sua situação e que sou uma vadia sem coração que jamais pode entender, mas eu entendo. Acredite em mim, eu entendo. Entendo porque estou por isso também.

Agora a TV não quer mais saber dela, e após a morte de sua amiga Constance, até sua revista, da qual Constance e Bobby, marido dela, eram donos, tem seus patrocinadores ameaçando sair, se ela continuar escrevendo para a revista.

Mas Bobby confiando na esposa, deixa para Kitty a responsabilidade da última matéria na qual Constance estava trabalhando antes de adoecer. O que claro deixa Pete, o editor , em pânico. A matéria consiste em uma lista com 100 nomes.O problema é que após alguns contatos, Kitty descobre que não tem nada a ver uma com a outra. Nem uma ligação sequer.

Conforme Kitty vai conseguindo contato e conhecendo algumas pessoas da lista, ela decide trabalhar com elas. São seis pessoas, totalmente estranhas, mas que com o passar dos dias, irão restaurar sua vida e fazê-la lembrar de como fazer as coisas com o coração.

Não há lógica para Constance. Comece a enxergar essa matéria pelos olhos dela, tente senti-la como o coração dela, que era enorme, mas igualmente complicado, e vai encontrar o que procura.

O livro é fantástico. Confesso que estive a ponto de abandoná-lo, uma coisa que me irrita na escrita de Cecelia, é que ela começa os livros dela muito devagar, parece que não vai chegar a lugar nenhum. De repente a história vai se formando e se juntando como peças de quebra cabeça, e o que estava monótono, passa a ser uma história tão encantadora.

A idéia de conhecer pessoas aleatoriamente e conhecer as histórias de cada uma delas é muito interessante.Porque ás vezes nós achamos que nossa vida comum, não é como dessas pessoas que vemos nas notícias, mas uma vez ou outra podemos ter salvado uma vida por um gesto ou uma palavra, sem nem termos notado, e vice versa também.

Mas a verdade é que todos nós fazemos coisas fascinantes, admiráveis e das quais deveríamos sentir orgulho.
Ambrose, uma mulher que se esconde atrás de sua juba ruiva para esconder as marcas do seu rosto, por vergonha, mas que é uma mulher inteligentíssima e que faz um estudo incrível sobre as borboletas.

Eva, a personal shopper, que presenteia com presentes fora do normal, dando coisas que a pessoa não sabia que queria, mas seu interior guardava em silêncio. E justo ela, odeia ser o foco das atenções, o que sua assessora doidinha, não entendia muito bem.

Jedrek, um homem que perdeu seu emprego como engenheiro e não teve mais oportunidades na sua área, tendo assim que trabalhar como repositor em um mercado, conhecendo assim seu melhor amigo Achar, que querem um adjudicador para entrarem no Guiness como os recordistas no pedalinho - sim, pedalinho.

Bridget, ou Birdie, uma senhora de 85 anos que mora em um lar de idosos, uma mulher com uma história que você pensaria que é comum, com seus filhos e netos que vão visitar regularmente, mas com um segredo que ela guarda a muito tempo, e que a enfermeira de cabelo roxo, Molly, e Kitty vão ajudá-la nisso.

Mary-Rose, uma mulher que acha que a sua vida cuidando da sua mãe que sofreu derrame cerebral, e indo aos hospitais arrumar os cabelos das pacientes, é muito normal. Mesmo tendo recebido inúmeros "pedidos de casamento" de seu amigo Sam, que nem desconfia que ela gosta dele de verdade.

E Archie, um homem com um passado turbulento e amargo, mas que acredita que consegue ouvir a prece das pessoas na sua cabeça.

Durante uma viagem de ônibus, essas seis pessoas, que mudaram a vida de Kitty, e a nossa, mostrando que o comum pode não ser tão comum assim, que nem tudo que reluz é ouro, e que quem está do seu lado, nem sempre damos muito valor, até quase perdermos.

Claro que o foco é nessas pessoas, mas há muitos personagens secundários que nos ganham como Nigel, Bobby, Pete ( o chefe meio babaca), Sally e o fofo Steve <3.

Recomendo, leiam, e mesmo que achem chatinho o começo, persistam, vale a pena.



Beijos Beijos


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...