Este é o segundo livro que eu leio da Graciela Mayrink - o primeiro foi Até eu te encontrar , e assim que eu soube do lançamento desse, eu decidi que queria muito ler.



A namorada do meu amigo, muito mais que falar sobre romance , ele fala sobre amizade. Afinal, amigos mesmo, de longa data, são raros - eu falo isso, embora eu ainda mantenha muitos dos meus amigos de infância e de escola por perto haha

O livro é narrado por Cadu, um jovem de 21,22 anos que mora em MG, e que tem dois super melhores amigos desde sempre: Beto, que inclusive faz faculdade de Direito com ele, e Caveira que sempre esta junto com eles. Inseparáveis, eles são conhecidos como os Três Mosqueteiros, principalmente porque aprontavam horrores.

Sentado em minha cama, olhando para o nada, eu me perguntei por que isso tudo tinha que acontecer comigo... Queria que meu amigo fosse feliz... Infelizmente, não escolhemos quem vamos amar.”

A história começa com uma passagem da infância de Cadu, lembrando de Juju, uma menina uns dois ou três anos mais nova que ele, que era sua vizinha e queria ser D'Artagnan, e  como ela estava indo embora da cidade, Cadu deixa aquela pentelhinha ser em segredo.

Anos mais tarde, Juliana, ou Juju, volta a cidade. Linda, com 17 anos, ela faz Cadu, que estava de férias com a mãe em Floripa, ficar perdidamente apaixonado, quando a vê novamente.

 É por isso que não me apaixono. Amor só serve para sofrermos e agirmos como idiotas.

Só tem um problema: Juju, durante a ausência de Cadu, começa a namorar Beto. E como se isso não bastasse a melhor amiga de Juliana, Alice é apaixonadíssima por Cadu. Só pra constar que Alice também é a irmã mais nova do ciumentíssimo Beto. E no meio disso está Caveira... que não tem a mínima idéia de como se envolveu no rolo

Isso nunca tinha acontecido comigo, e eu não podia aceitar que acontecesse. Não podia desejar a namorada do meu amigo, era canalhice demais.

Já imaginou a confusão que está armada né?

O livro é bem engraçadinho. Graci sabe como trabalhar seus personagens. Até mesmo alguns secundários, você acaba torcendo por eles porque são muito simpáticos, como o pai de Cadu e a mãe de Caveira.

Os principais são bem carismáticos, e por mais que o livro fale que Cadu é tímido, eu não achei ele tímido não, mas enfim... deixa pra lá... As cenas são bem ágeis e parece que você realmente está lá com eles.

Sempre tive dificuldade para falar sobre meus sentimentos e para me abrir com alguém.

Como eu disse, a história fala muito sobre amizade do que de romance. Amigo mesmo é igual irmão, um irmão de pais diferentes e que mora em outra casa, mas que a gente ama e se quer proteger a qualquer custo. É um laço que se conquista, e que se perde, um pedaço da gente vai junto.

Sendo assim, coloca a gente pra pensar, afinal amizade verdadeira é coisa séria, não se pode jogar fora assim, mas e se isso custar o amor da sua vida? O que você faria no lugar de Cadu?

Os momentos de decisão são importantes em nossa vida, mas nem sempre significam algo bom ou fácil.

O único problema que encontrei no livro, foi que eu queria um final , final.... um epílogo ou coisa assim... mas fiquei só na vontade =/



Indico sim!! Leiam!!

Beijos beijos

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...