O que falar de um livro quase perfeito. Um livro que trata de temas como amor, amizade e confiança com a mesma pegada que fala sobre morte, sexo e traição. Um livro com personagens reais, com passados e uma trama bem construída.



Entre o Agora e o Nunca, é a leitura que foi escolhida para a nossa Tag Hot de hoje, um NA. E eu adorei porque foi uma leitura maravilhosamente boa. 

O livro alterna a narrativa e o ponto de vista entre os nossos dois protagonistas a bela loura Camryn, de 20 anos e o Bonitão tatuado Andrew, de 25 anos . Foi uma das coisas que mais gostei... Afinal sabemos o que se passa na mente dos dois, o que realmente estão sentindo.

Pela primeira vez na vida, me senti inteiro, vivo, livre. Você foi a peça da minha alma que faltava, o ar nos meus pulmões, o sangue nas minhas veias.

A história começa com Camryn, ou Cam, apresentando a sua melhor amiga, a tresloucada Natalie, uma garota descabeçada e meio mimada, que realmente ama Cam, mas que não entende de verdade a amiga. Cam tem em seu passado recente mais perdas que pode aguentar e isso a deixa cada vez mais instrospectiva e depressiva. Não que isso a impeça de viver, só que ela acaba guardando coisas demais sem conseguir expor pra ninguém e fica cansada disso.

Após uma grande briga com Natalie, por causa do babaca do namorado de Nat, Damon, que sempre foi amigos das duas, e se declarou apaixonado por Cam, ela resolve passar um tempo longe de casa, pega as coisas mais essenciais ( sua carteira, celular e uma pequena bolsa com alguns itens ) e saí numa viagem de ônibus sem destino algum.

É o seu melhor amigo, não importa o que ele te faça ou o quanto te magoe, só magoa tanto porque ele é teu melhor amigo. E ninguém é perfeito. Erros foram feitos para serem perdoados pelo melhor amigo; é isso que torna alguém oficialmente o melhor amigo.

Após comprar uma passagem para Idaho ( eu ri do jeito que ela escolheu o destino dela), ela deixa a Carolina do Norte, e parte sem saber o que acontecerá quando chegar lá, ela está cansada de tudo e todos.

A realidade é uma bosta. Mas não saber o que você quer também é. Não, a verdade é que eu sei o que quero. Não posso mais me forçar a duvidar disso, mas ainda tenho medo.
Em uma das paradas do ônibus entra Andrew, um cara lindo, gostoso, pretensioso, boca suja e muito carismático. Ele esta indo visitar seu pai no leito de morte. Mas como nem tudo é tão simples , ele também tem muitas histórias não ditas e que conhecemos no decorrer da história.

Dor é dor, gata. Só porque o problema de uma pessoa é menos traumático do que o de outra, não significa que deva doer menos.

A partir desse momento é que você começa a interagir com ambos, as narrativas deles vão se intercalando e você vai lendo num ritmo bem dinâmico. E nisso vamos conhecendo mais da personalidade de ambos.

Depois de salvar Cam de um homem na sua parada final da viagem de ônibus, Andrew a leva para conhecer a sua família ( adorei a família do Andrew, principalmente a mãe dele *-*) e depois, sem conseguirem dizer adeus, a roadtrip dos dois recomeça agora de carro, mas ainda sem destino fixo.
O coração, embora irresponsável e suicida e masoquista por conta própria, sempre ganha. A mente pode ser o que é o melhor, mas eu não me importo mais com o que a minha mente me diz. Eu só quero viver esse momento agora.
Aí começam as cenas calientes entre os dois. E quando digo calientes são mesmo. Cenas bem escritas , levando para o erotismo mas sem ficar aquela cena suja. Por falar em suja... A boca desses dois é bem suja para personagens literários, e isso faz com que fiquem mais reais... quem não solta uns palavrões de vez em quando...

Sabe, sempre detestei esta frase: Tem gente em situação pior que a sua; se você encarar como uma competição, claro, é sempre melhor viver de seguro-desemprego do que ficar cego, mas não é um concurso, caralho. Certo?

O livro vai indo aos pouquinhos naquela historia cadenciada, tudo dando certo, nesta parte é impossível você não soltar uns suspiros, umas risadas. Dica: leiam esta parte com a playlist indicada pela editora Suma de Letras... dá toda uma nova cara para a história... ;)



Cenas fofas e divertidas se intercalam com momentos sérios e chorosos. E nisso eu me apaixonei pelo Andrew, sério mesmo. Gente ele é fofo e super atencioso, e ainda é todo rebelde, gostoso e tatuado, e fora que é romântico, que o diga as histórias das tattoos dele.

Estou tentando falar bem sério. Estou mesmo. Mas aquele sorriso idiota dele está meio que me forçando a sorrir, e eu o odeio por isso.

E então quando você está nesse oba oba, vendo que o livro está chegando ao final, acontece do livro ficar dramático demais, e com isso senti que o final ficou meio forçado, afinal acontece uma sequencia muito rápida de fatos que desencadeiam o final, nada que estrague a bela historia de amor de Andrew e Cam, mas poderia ter começado antes, preparando-nos para o final , assim como ocorreu o livro todo...

(…)Não é só questão de tristeza. Na verdade, a tristeza tem bem pouco a ver. Depressão é dor em sua forma mais pura, e eu faria qualquer coisa para conseguir sentir alguma emoção de novo. Qualquer emoção. A dor machuca, mas com uma dor tão poderosa que você não consegue sentir mais nada, é aí que você começa a achar que está enlouquecendo.

Uma das coisas que mais me chamaram a atenção é a " soundtrack" do livro. Sim isso mesmo. O livro tem uma playlist maravilhosa aos que adoram o bom e velho rock'n roll , e estou falando de Kansas, Alice in Chains, Stones. Eu confesso que me interessei mesmo após ver as músicas *-*

O que acontece entre eles, vai acontecendo aos poucos, e quando você vê - BAM- você já está se apaixonando junto com eles. A carta do final é uma das mais lindas que eu já li. Confesso que chorei.
Os quotes são poucos perto dos vários que separei... Foi dificil escolher.

Apenas que ficar se prendendo e planejando é besteira. Se você fica se prendendo no passado, não consegue seguir em frente. Se passa muito tempo planejando o futuro, você se empurra pra trás ou fica estagnada no mesmo lugar a vida toda. Viva o momento, aqui, onde tudo está certo, vá com calma e limite suas más lembranças e você chegará ao seu destino,seja qual for, muito mais rápido e com menos acidentes de percurso.

O livro tem uma sequencia, Entre o agora e o Sempre, a gente já imagina o que vai acontecer né... mas também é bem emocionante.... Resenharei aqui mais para frente ... 

Super Indico, lógico.

Beijos Beijos



Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...