Destruída.
Acabada.
Com lágrimas nos Olhos.
Com o coração na mão.
Mas ao mesmo tempo nostálgica.

É assim como me senti lendo "Amigas para Sempre" que me levou a pensar em minha vida, amores, familia, principalmente na relação com a minha mãe, e nas minhas amizades.



Antes de começar

Primeiro conselho :
Leia com uma caixinha de lenços porque você vai chorar. No começo não , mas lá pelo meio da história sim. Confia em mim, você vai chorar. 

O que nos leva ao...Segundo conselho: 
Se você tem vergonha de chorar em publico, NÃO leia em ambientes externos. Leia no seu quarto escondidinho.

Terceiro conselho: 
NÃO escute as musicas que a Tully e a Kate falam no livro enquanto você lê. Toda vez que você escutar American Pie,  Dancing Queen ou ainda Crazy for you você vai lembrar delas...
Se você não liga para esse conselho,  a Andressa  do Livros e chocolate Quente fez a playlist do livro 


Bom conselhos dados, bora partir pra resenha.

Amigas para Sempre conta a história sobre a amizade de mais de 30 anos entre Tully Hart e Katie Mularkey.

As duas se conheceram aos 14 anos, em meados dos anos 70.

Tully é linda, alegre, mas que na verdade tem uma vida vazia e esconde a verdade sobre sua mãe uma hippie que é viciada em maconha e que de tempos em tempos aparece para abalá-la emocionalmente. Numa dessas aparições na vida de Tully, Nuvem, que é como a mãe dela prefere ser chamada, leva-a para morar na Alameda dos Vagalumes.

É em uma das piores noites da sua vida, ela encontra Katie, sua vizinha, que sofre Bullying na escola, mas é meiga e compreensiva- até demais na minha opinião. As duas, desde esse dia, se tornam as melhores amigas para sempre. Prometem ir a mesma faculdade, serem jornalistas e mudarem o mundo.
- Como uma mãe pode fazer isso?
Tully encolheu os ombros.
- Acho que tem alguma coisa errada comigo.
- Não tem nada de errado com você. Ela que é a trouxa. Mas ainda não entendi porque você mentiu para mim.
Tully finalmente olhou para ela.
- Eu queria que você gostasse de mim.
- Você estava preocupada comigo?
Kate explodiu numa gargalhada. Tully estava prestes a perguntar o que era tão engraçado quando ela parou de rir e disse:
- Chega de mentiras, está bem?
- Pode ter certeza disso.
- Nós vamos ser melhores amigas para sempre – disse Kate com sinceridade. – Combinado?
- Você quer dizer que sempre estará ao meu lado?
- Sempre – respondeu Kate. – Não importa o que aconteça.
Juntas elas passam por cima de problemas como distância, a morte da avó de Tully, os anos de faculdade, empregos, guerras, namorados, maridos, filhos, o casamento e a morte de Lady Di.

Até o dia que uma trai a outra de uma forma tão baixa, e o pior é que não percebe como machucou.E nem mesmo a mais sólida das amizades aguenta um tranco desse, ainda mais quando já se tem algumas rachaduras.

Até que uma coisa pior acontece.

Bom, esse livro foi um tanto dolorido mas muito bom de se ler.

Kristin Hannah consegue te levar de um extremo a outro, ela passa pelo anos, marcando bem os anos, mostrando coisas que marcaram a época, por exemplo a Guerra do Oriente Médio ou Tully com o cabelo estilo Rachel, dos Friends, um ícone pop dos anos 90 ( to véia!!). Mostrando altos e baixos da amizade, sem deixar os personagens muito caricatos ou a história entendiante. E nos leva por vários temas com maestria.

Você se pega pensando muito nas suas escolhas - foco no profissional, no pessoal, em ambos - afinal quantas vezes nos perguntamos se nos tornamos o que sonhamos ou se ficou em algum lugar da nossa estrada. Fomos felizes nas nossas escolhas? Faríamos diferente? Sacrificamos alguma coisa por isso?

– O mundo todo vai amar você.
Mas, mais tarde, muito tempo depois de Tully ter dito ‘ele que se dane, afinal’ e dado uma risada um pouco desesperada, Kate não conseguia tirar aquelas últimas palavras da cabeça. De repente, ficou preocupada.
E se algum dia o mundo todo amasse Tully e isso ainda não fosse o bastante?

Também  tem questões sobre familia. Até que ponto temos que ir pelos filho, na relação mãe e filhos. Até que ponto devemos viver em função da familia, marido, filhos.

E o foco principalmente: Amizade. Quem não tem aquela amiga de muito tempo - se não tem, vai ter- aquela que fez parte de boa parte da sua vida, que passou pelos dramas da aborrescencia, que partilhavam sonhos, musicas - Nsync e BSB fizeram parte da minha- , falou das paqueras, das brigas em casa. E mesmo quando o caminho começa a trilhar separado, uma esta sempre lá para apoiar a outra.

Eu tenho uma amiga assim.Hoje ela é missionária no nordeste. E tenho muito orgulho dela, não sei se cheguei a dizer isso pra ela. Mas eu ainda tenho tempo.Nunca é cedo demais para dizer o quanto você AMA as pessoas que te fazem feliz de verdade. E que a essência da Amizade nunca muda.E isso é uma lição que o livro nos ensina.

- Às vezes, ser uma boa amiga é não dizer nada.
- Então eu devo apenas ficar assistindo a ela cometer um erro.
- Às vezes, sim. E depois você fica por perto para juntar os cacos.

Por isso falei que o livro era bom mas dolorido de se ler. Principalmente se ja perdemos alguém querido.

Essa resenha pode ter saído emotiva demais porque a fiz assim que acabei de ler o livro. Agora vou lá fazer uma compressa nos meus olhinhos inchados de chorar, porque senão vou parecer um panda amanhã.

Só fiquei chatiada por não ter ganhado a pulserinha da amizade que a editora mandou nos kits que ela preparou, rsrs.



Ah logo mais tem a resenha da Continuação Por toda a Eternidade! Que foi lançado pela Novo Conceito - vai entender!!


Beijos beijos!


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...