Você já está cansado dos contos dos fadas?!?! E dessas releituras que vem invadindo as estantes, a Tv e até a telona?!?! Preciso dizer que os contos de fadas estão em alta, ainda, e eu não me enjoo facilmente deles =^-^= Em cada obra descobrimos algo novo, somos levados a fantasiar mais uma versão daquelas histórias que tanto ouvíamos quando crianças.

Essas releituras mexem com as nossas crianças interiores, e num mundo literário repleto de vampiros e tantos outros seres sobrenaturais, eles de certa formam resgatam aqueles contos antigos que foram passados de gerações a gerações... Desde os Irmãos Grimm, até os contos do dinamarquês Hans Christian Andersen, esses contos trazem valiosas lições de moral e caráter, claro e sempre unindo o mundo perverso e real...

Fique tranquilo, não dissertarei aqui sobre a origem das fábulas, ou nada disso... Só quero lembrar que esses contos estão presentes na literaturas desde os primórdios, e é uma ótima oportunidade de as novas gerações terem contato com essas histórias tão magníficas em uma linguagem mais acessível e mais próxima a própria realidade dos leitores!!

Nos mundos fantasiosos da Disney, nós nunca víamos nada deveras tenebroso... Claro eles atenuavam os contos antes de passarem para a telona. E com o intuito de mostrar que os verdadeiros contos não são histórias tão cor de rosa e bonitinhas como as mostradas nos desenhos, essa nova geração de autores, contextualiza os contos de fadas em histórias modernas e sombrias <3

Amore, tu gosta de histórias com aquela pegada dark?!?! Então venha e se joga na leitura deste achado (comprei em 2012 pelo bookdepository) que está sendo lançado esse mês pela Verus... Conheça Kill Me Softly da autora Sarah Cross, que está sendo publicado como Encanto Mortal *-*

  

  
Mira é uma jovem que nunca foi rebelde, e está prestes a completar dezesseis anos. Sua vida não é problemática, ou sofrera algum tipo de mal ou abuso por parte dos seus familiares. Ela simplesmente está cansada das mentiras de suas madrinhas, que vivem tentando protegê-la do mundo. Nada de tocar em objetos pontiagudos, nada de amigos, nada de festas ou brincadeiras, e muito menos namorados. E o pior, nada de saber a verdade sobre a morte de seus pais ou ir a sua cidade natal.

Determinada a descobrir a verdade que suas tias/madrinhas escondem sobre sua cidade natal e sobre seu passado, principalmente acerca da misteriosa morte dos pais, Mira foge de casa e parte em sua busca, sozinha.

Garotas tornam-se vítimas e heroínas.
Garotos tornam-se amantes e assassinos.
E às vezes... Eles tornam-se os dois.

Em Beau Rivage, uma pequena e misteriosa cidade, Mira irá se deparar com estranhos acontecimentos. Nada é o que parece!! Ela está abandonada a sua própria sorte e assim que chega à cidade passa a ser hostilizada pelo intrigante jovem de cabelo azul , piercing e que exala perigo *surtem todas agora*, Blue.

Ao chegar no famoso cassino The Dream, Mira é praticamente expulsa da cidade por Blue e seu cavalheirismo – *sqn*, porém quando o irmão mais velho e mais sexy *será que é possível* de Blue, Felix, conhece Mira, ele a convida para se hospedar no cassino enquanto ela tenta procurar a verdade por trás de seu passado.

Felix suspirou, secou o suor de sua testa, e desviou o olhar, em direção ao mar. “Eu fico dizendo a mim mesmo que o amor não é algo que te destrói. Porque eu não quero acreditar nisso. Que tem que ser assim. Mas todo relacionamento em que eu estive terminou em desastre. Então, sinto que... o amor destrói você. Como se tudo que fizesse fosse isso.”

Mas como eu disse antes, nada é simples em Beau Rivage... A cidade não é apenas misteriosa, mas ela é amaldiçoada assim como todos os seus moradores, que impossibilitados de combater o destino são fadados a repetir os mesmos infortúnios sofridos por alguns personagens famosos nos contos de fadas.

Sim, o que você leu, rs... A cidade é como uma Storybrooke (cidade fictícia de Once Upon a Time – review no blog), mas que todos sabem de suas origens, e desconfiada dos “amigos” que ela começa a sair, Mira resolve ampliar a sua busca e acaba descobrindo a verdade por trás da cidade.

Era estranho pensar em um outro mundo escondido atrás do mundo normal. Uma sociedade inteira onde o destino mandava.

Em Beau Rivage todos que nascem são fadados a um destino terrível, dependendo da sua sorte, você pode receber a maldição de um conto de fada com final feliz, mas se alguém da sua família implicar com alguma fada, poderá acabar recebendo uma maldição mais tenebrosa, como ser de algum conto horripilante, ou ser algum personagem secundário de uma famosa história de amor, como as irmãs da Cinderella.

As pessoas da cidade não conseguem lutar contra o destino, elas sabem ao que são destinadas, mas uma hora ou outra o destino bate a sua porta (em geral quando completam dezesseis anos) e a história se concretiza... Você numa hora pode ser um playboy mega metido e se achar o gostosão com sua banda de rock, mas um dia pode se transforma em uma Fera; ou você pode ser toda meiga e delicada, mas completamente vivaz hoje e um dia comer uma maçã e acabar sonolenta o resto da vida; ou pior, você pode acabar cortando os dedos dos pés para tentar caber em um sapato de cristal...

Algumas histórias realmente não terão finais felizes, e essa constatação assusta terrivelmente Mira que fica cada vez mais determinada a lutar contra seu destino enquanto aos poucos vai descobrindo mais de seu passado.

Ainda bem que ela tem o apoio do sedutor Felix, mas será que ele e Blue também não amaldiçoados?!?! E se forem, qual o conto de fadas desses dois lindos, sedutores, que definitivamente escondem algo?!?!

Será Mira capaz de lutar contra seu destino e não se tornar mais uma vítima da maldição que assombra os moradores de Beau Rivage?!?!

“Uma maldição é tanto sobre coragem quanto é sobre amadurecimento.”

Kill Me Softly entrelaça bem a história de uma heroína que pretende mover mundos e fundos para encontrar uma solução para si e seus amigos (o playboy/fera; a Bela; a mimada Branca de Neve; Blue e o Príncipe Encantado mais pamonha que já vi) para tentas escapar da terrível maldição e do infortúnio que os espera no futuro. Mira é uma jovem determinada, não se deixa abater por muita coisa, e tem umas tiradas maravilhosas...

A autora tentou dar um final digno aos seus personagens nesta obra, mas posso comentar que não foi o suficiente, mesmo sendo um volume único (até o momento) Kill Me Softly vai deixar todos os leitores com aquele gosto de quero mais, pois você ficará roendo as unhas querendo saber o que irá acontecer com os demais personagens!! Titia Sarah Cross, please escreva uma continuação... Precisamos de uma... *--*

Kill Me Softly me surpreendeu pois no decorrer da leitura vamos tendo certas expectativas, e a autora soube brincar com elas, nos deu outras opções, e enfim mostrou que sabe construir um desfecho interessante e que deixa o leitor ávido por mais!!

Enfim, estou contentíssima que o livro está sendo lançado no Brasil pela Verus, com uma capa fofinha (ainda prefiro a original, ainda mais que a minha é hardback, sorry) e que em breve todos estarão surtando com esse título ^_^

Não deixem de compartilhar comigo os surtos sobre o livro, a resenha, os personagens, enfim, tudo \o/ e claro, a minha volta pro blog he he he
                                                                                                                 
P.S. Os trechos foram traduzidos por mim – Juliana Marques (Jujuba)


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...