Sempre admirei a escrita da Diana Palmer... Sim, pode ser aquele romance bem clichê, mas é gostoso de ler, e prende o leitor até as ultimas páginas e sempre nos deixa com gostinho de quero mais.

Infelizmente, tive uma decepção quando me entreguei à leitura de A Última Chance, o quarto volume da série Hutton e Co – Texas Rangers, publicado pela Editora Harlequin!!!




Contando a história de dois ex namorados, o romance A Última Chance prometia uma história espetacular. Josette é uma advogada jovem e independente que tenta trilhar sua carreira como investigadora para a promotoria e o valente e solitário Marc Brannon, um Texas Ranger (polícia local). Os dois já namoraram há alguns anos, mas um mal entendido os separou e provocou diversas mágoas em ambos os lados, principalmente quando Josette foi acusada de mentir no tribunal...

Por anos ficaram separados, mas o destino os uniu novamente. Ambos terão que trabalhar juntos para investigar um caso de assassinato que a máfia provavelmente está envolvida. Com o reencontro as mágoas e palavras duras volta a superfície, assim como a paixão nunca esquecida.

Numa relação bem “entre tapas e beijos” o casal tentará descobrir os verdadeiros culpados no assassinato assim como no esquema político que vem a tona. Porém terão que deixar as divergências de lado para poderem encontrar a verdade, ou no caso, de Marc aceitar a verdade, assim como finalmente aceitarem o amor que sempre sentiram um pelo outro.

– Acho que não. – Josette suspirou, encontrando os olhos cinza no espelho. – Não é de admirar que não tenha acreditado em mim naquela noite. Algumas pessoas são piores do que cobras, não acha, Brannon?
– Nunca mais se referiu a mim com meu nome de batismo – observou ele. – Por quê?
– Somos colegas de trabalho – respondeu Josette, evitando o olhar penetrante que ele lhe lançava. – Quero manter as coisas no nível profissional.
– Muitos colegas de trabalho se tratam pelo primeiro nome hoje em dia.
O rosto de Josette enrijeceu. Sentiu que Brannon soltara seus cabelos e se afastou, escorregando os dedos pelos fios sedosos.


A história desses dois poderia ser muito bem explorada, principalmente por se tratar de dois investigadores “astutos”, porém a imaginação de Diana Palmer deixou muito a desejar quando o leitor logo nas primeiras páginas descobre toda a verdade e apenas seus personagens acabam surpreendidos com a final revelação.

Com uma tremenda força de vontade consegui me arrastar por essas infinitas 290 páginas repletas de #mimimi e de uma “cegueira” coletiva quanto ao verdadeiro culpado. Sempre admirei a Diana Palmer, mas nesse livro ela deixou muito a desejar. Os personagens secundários eram mais interessantes que os principais!!

Nota Final = 1,5

Sem dúvida foi um romance muito “broxante”... Senti falta da verdadeira Diana Palmer envolvendo seus leitores num romance delicioso!! 

Socorro, preciso de um romance fofo, meigo e meloso urgentemente para me recuperar deste “fiasco”!!

Já conhece algum romance da Diana Palmer??? Já leu A Última Chance?? Leria?? Please, venha compartilhar comigo sua opinião *--*





Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...