Primeiramente devo fazer uma confissão: eu amo os livros da Sarah Dessen. Então não pensem que estou puxando o saco e tals... Os YA's que ela escreve são muito fofos e que realmente nos fazem pensar um pouco.

Mas sou apaixonada por livros que se passam no verão (assim como a autora). Sempre acho os verões tão significativos... Principalmente na escola. Separavam o fim de um ano e o começo de outro. Entre estes dois períodos tinha o verão.  Ai ai...

*parando de devanear em 3...2...1...*

Bom vamos conhecer o livro lançado pela ID:



Sinopse: Auden resolve passar as férias de verão em Colby, uma minúscula cidade do litoral, com o pai, sua nova esposa e Thisbe, a filha do casal e sua mais nova irmãzinha. Lá, ela revê seus conceitos em relação à madrasta, encara um emprego de férias em uma boutique totalmente demais e conhece Eli, um garoto misterioso com o qual embarca em uma busca: experimentar uma adolescência sem preocupações que lhe foi negada enquanto ele procura se recuperar de um acontecimento trágico. Junte dois solitários, uma bicicleta, um estoque infindável de madrugadas com insônia, tortas e café e… tudo pode acontecer.




O livro me chamou a atenção pela capa, achei que no começo fosse mais uma historia dessas batidas de verão, mas com o passar da leitura percebi que se trata de uma historia delicada, sobre autoconhecimento e crescimento pessoal.

“A Caminho do Verão” nos apresenta a Auden, uma garota de quase dezoito anos que está prestes a ingressar  na faculdade. Mas ela é do tipo de garota super nerd, porque é toda traumatizada com relação ao divórcio dos pais, e com a mãe dela uma professora super famosa, ao pai escritor meio patético que nunca se responsabiliza por nada e com o irmão rebelde que está sempre no centro das atenções. Então ela se torna o tipo perfeito de filha, estudiosa e que sempre faz o que os pais desejam, não vai a festas, mas também não teve uma infância normal, não tem amigos, tem insônia e roda por ai tomando café nas madrugadas.

"Falhar é uma droga."
"Mas é melhor do que a outra alternativa."
"Qual é?"
"Nem mesmo tentar."

Depois de um “estalo” que vem na forma de um porta retrato, decide fugir passar seu último verão antes da universidade na cidadezinha litorânea em que seu pai mora com sua atual esposa e a meia irmã de Auden, a recém nascida Thisbe.

Nessa cidadezinha chamada Colby, ela fará grandes descobertas com relação a ela mesma, a família, amizade e ao amor... ai que cute *-*

Auden sempre pensou que a madrasta Heidi fosse muito fresca e desmiolada, mas com o passar do tempo ela vai estreitando laços com a madrasta, vendo como ela era realmente, fazendo amizades com os meninos da bicicletaria e com as garotas Maggie, Leah e Esther que trabalham para a boutique toda fofa da madrasta, a Clementines, enquanto faz um trabalho de verão ajudando na contabilidade. Ajudando a cuidar de Isby, que é como chama a meia irmã. Embora ela odeie rosa, ela se acostuma com o ritmo e com a cor XD. E conhece Eli, um garoto muito lindo, durante as suas noites de insônia.

É Eli quem ajuda Auden na sua busca por algumas coisas que ela perdeu de viver, e Auden o ajuda por conta dos seus traumas.

Nunca antes tinha ficado tão claro que, embora eu tenha gasto minha vida inteira aprendendo, havia um monte de coisas que eu não sabia.

Claro que nem tudo são flores e momentos felizes, mas eu gostei muito. Não vou contar mais senão vou dar Spoiler, mas acho que Maggie deveria ter um livro só pra ela... Adorei esta garota... E que a capa resume muito bem a busca de Auden, simbolicamente claro.

Vou confessar que achei a Auden um porre no começo... Mas com o passar da história eu fui entendendo o motivo dela ser assim. Mas ainda quero dar umas porradas no pai e na mãe dela... uma mãe egocêntrica que se acha a melhor das melhores, e no pai que foge de qualquer responsabilidade... Tá não posso bater?? Posso dar uns chacoalhões pelo menos??

É algo terrível quando alguém deixa você, pavoroso. Você pode seguir em frente e fazer o melhor possível, mas, como Eli tinha dito, o fim é um fim. Não importa quantas páginas de sentenças e parágrafos de histórias maravilhosas tenham levado até ele: sempre haverá uma última palavra.

E outra coisa que eu amei nesse livro, no final a autora coloca um set list de músicas que a inspiraram a escrever. Tem de tudo: Tracy Chapman, Alicia Keyes, Ben Lee...

Enfim  super recomendo este livro, achei um final digno de romance de verão. Tem tudo que precisamos em um verão: romance, amigos, brincadeiras, risos, algumas lágrimas e praia... Ai ai..

Se você como eu, gosta de um livro fofo, mas que te faça refletir sobre alguns temas. Eu li ele em dois (DOIS) dias... Foi uma leitura muito gostosa... pena que acabou... =(

Quem disse que você tem que ser inteligente ou bonita, ou gostar de coisas de menina ou de esportes? A vida não deveria se basear em “ou”. Somos capazes de mais do que isso, sabe?

Espero que vocês gostem também ^^
bjuuss



Participe do Nosso Top Comentarista de Março *-*


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...