Essa crônica é baseada numa experiência pessoal relacionada ao Clube das Mulheres. Resolvi escrever para compartilhar a real sensação de estar presenciando os espetáculos... Sei que não é um assunto muito adequado para tratar em um Blog Literário, mas isto é uma crônica, e já que o assunto está tão em voga, devido aos tantos livros eróticos, e aos filmes que abordam esse assunto, decidi então a postar a crônica aqui.

De um modo surtado e descontraído converso sobre o sexo como tabu e nas nossas próprias loucuras rs Enfim, fiquem à vontade!!!




Você já teve alguma vontade de ir num clube noturno destinado apenas às mulheres? Sabe, aquele do estilo de Magic Mike?!? O famoso Clube das Mulheres?!? Pois bem... Eu sempre tive essa vontade translouca de me perder numa noitada dessas, e finalmente tive a oportunidade de conferir em primeira mão, com perdão do trocadilho, a eficiência, ops, a malemolência dos famosos Go Go Boys.

Você que com certeza gritou histericamente assistindo Magic Mike, imagine um clube com vários homens deliciosos, super malhados dançando na sua frente e ao alcance da sua mão, perna, boca, enfim, você já me entendeu...

As mulheres soltam suas mais variadas fantasias nesses shows. E os profissionais fazem de tudo, sim de TUDO para enlouquecer seu publico tão fervoroso. Eles tornam-se policiais, bombeiros, samurais, e até Bob Esponja, se essa for a vontade (louca devo dizer) de suas “clientes”.

Obviamente, minha curiosidade sobre esses espetáculos foi maior, e não só eu fui, como me chamaram para subir no palco... Eu de vestidinho embalado a vácuo rosa, no maior estilo periguetchi (o tchi, é por causa do sotaque rs) carioca, e num salto agulha de 14 cm... Ok, eu reuni a coragem, a vontade e a curiosidade e tentei subir no palco.

Mas logo no segundo degrau, o Go Go Boy que trajava apenas uma sunguinha vermelha (que surgiu depois de ele fazer aquele strip delicioso) me agarrou pela cintura e me levou até o seu peito musculoso. Arfei com a surpresa, mas não parou por aí. Ele me pôs em pé e dançou agarradinho comigo. Depois de mostrar a que veio, ele me pôs sentada numa cadeira que estava de frente para o publico e sentou em meu colo. Quase surtei com aquele peso delicioso sobre minha pessoa. Como não sou boba arranhei suas coxas com minhas unhas pintadas de verde. Ele agarrou minhas mãos e as guiou por seu abdome completamente definido. *respira*

Depois, ele me levantou de novo e com muita força me subiu até seu colo, com sua voz rouca e arfante ele sussurrou em meu ouvido : "abra as pernas em volta de mim" claro que não desobedeci a uma ordem assim tão direta, e fiz o que ele me mandou com o maior sorriso no rosto. Ele rebolou comigo, esfregando seu corpo másculo no meu até eu enlouquecer, e quando dei por mim, já havia acabado e já tentava desafiadoramente descer as escadas por trás do palco para voltar para minhas amigas e continuar a diversão.


Numa noite como aquela, batendo facilmente os 40º, e com tequila liberada a noite toda, a mulherada acabou por se empolgando cada vez mais enquanto os rapazes vinham, dançavam, se despiam e seduziam. Até que chegou o último da noite. O mais especial, alto moreno, forte, sensual e com um moicano de nos fazer subir pelas paredes...

Ele chegou todo coberto, dançou... E começou lentamente a tirar a roupa, o que estava causando gritos histéricos nas mulheres na plateia. Ele olhou para mim (tinha que ser) e me chamou para o palco. Sim caro leitor, na mesma noite subi no palco com Go Go Boys duas vezes....

Do mesmo modo, quando eu estava tentando subir ele me ajudou, só que dessa vez, ele me pegou por trás posicionando suas mãos bem sobre meus seios, que quase despencavam do meu Tubinho tomara que caia. O movimento causou frisson e as mulheres, incluindo minhas amigas, gritaram ainda mais.

Ele dançou comigo e logo me pôs sentada na cadeira, como se eu estivesse de castigo, ou algo assim. Observei enquanto ele terminava sua performance para a plateia. Quando achava que ele iria me esnobar, ele veio se dedicar a minha pessoa. Sentou em meu colo, minhas mãos tatearam todo seu abdome esculpido, suas coxas, suas nádegas... Eu estava quase sufocando de tanto calor. Ele me levantou e me colocou deitada no palco. Deitou sobre mim, aquele peso, fazendo pressão, me deixando cada vez mais louca. A essa altura já nem importava se outras 50 mulheres estavam assistindo à minha cena...

Ele se colocou entre minhas pernas e levantou uma das minhas pernas, esticando-a para o alto. Com delicadeza e olhando em meus olhos ele lambeu parte do meu pé que saía do sapato, e com a língua saboreou toda minha perna, minha coxa até que chegou em minha virilha. Sim, caros amigos leitores... Essa foi a parte que mais chocou minhas amigas, ele simplesmente pôs a boca sobre minha parte mais íntima e secreta. Ainda bem que estava de shortinho por baixo do meu Tubinho, mas mesmo assim... Eu quase gritei enlouquecida de prazer só pela experiência de ter um homem desses entre minhas pernas fazendo o que fez na frente de 50 outras pessoas. A adrenalina foi fortíssima nesse momento, e o que de fato me anestesiou para todos os seguintes...
  
Ele olhou para mim, se debruçou sobre mim e suspirou em meu pescoço. Arrepios varreram todo meu corpo. Ele então se levantou e me levou com ele. Colocou-me em seu colo e nem precisou pedir para que eu abrisse minhas pernas em volta de sua cintura. Pra verem como sou obediente. Porém, não satisfeito com todo o circo que já havíamos montado para as taradas de plantão que assistiam histericamente da plateia, ele com sua voz grave sussurrou em meu ouvido : "ponha suas pernas assim, ao redor de meu pescoço" eu gelei... Como assim no pescoço??? Ele me ajudou e logo estava dependurada em seu colo, ele agarrando fortemente minha cintura, minhas pernas enroscadas em seu pescoço e seu corpo batendo contra o meu. Algo próximo da velocidade 10000 do creu... O.o


Depois, com calma, ele desceu meu corpo do seu, mas pressionando fortemente para que eu sentisse todos seus músculos muito bem trabalhados e endurecidos. Beijou meu pescoço e me deixou ser guiada para fora do palco pelos seguranças que me ajudaram a descer a escada.... O pior, eu descabelada, suada, corada, hiperventilando, tonta ainda depois do ocorrido, ter que ouvir dos seguranças : " mandou bem hein" e quando me encontrava já na plateia com minhas amigas, tive que ver várias mulheres me parabenizando... Só depois disso que a ficha caiu :: EU PAGUEI O KING KONG DO SÉCULO

Não irei dizer que foi uma experiência ruim, porque aí eu estaria mentindo. Não direi também que me arrependeria, porque eu nunca me arrependo de nada. E não vou prometer jamais fazer algo assim de novo, porque estaria enganando a mim mesma.

Por mais louco que tenha sido, o Clube das Mulheres nos liberta de nossas próprias prisões interiores. Tantas mulheres por aí que não tem o desejo exprimido, tantas insatisfeitas com seus relacionamentos e suas próprias sexualidades. Sexo não é tabu. É gostoso, é bom e nos deixa felizes... E por que não brincar com isso?!?! Desiniba-se, enlouqueça, se joga... O importante é ser feliz com suas escolhas, e saber aproveitar cada momento... Nem que sejam breves minutos em cima de um palco dançando (apenas dançando hein gente rs) enlouquecidamente com um Go Go Boy desconhecido.

Aprendi com essa experiência que a regra é para todos e vale para todas as idades. :: aproveite a vida e divirta-se *_*

E vocês já passaram por algo assim?? Já foram à algum Clube desse gênero? Compartilhe conosco o que achou da crônica, do Clube das Mulheres, dos Go Go Boys, enfim, de tudo...





Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...