Sou fã assumida da autora norte americana Melissa Marr, e todos os seus livros publicados aqui no Brasil (até o momento) pela Editora Rocco, eu devorei e resenhei (saiba mais deles aqui). Melissa segue em todos os seus títulos uma atmosfera sombria, levando sempre para o sobrenatural as suas histórias, e obviamente me identifiquei imediatamente com essa sua veia literária.

De todos que eu li da autora, posso dizer que este, justamente este livro foi o 2º melhor e mais bem escrito (lembrem-se de meu surto e minha emoção ao ler Tinta Perigosa). Voltando-se dessa vez para o público mais adulto, Melissa Marr me encantou mais uma vez e conseguiu me deixar horas a fio, depois de terminada a leitura, pensando em toda a trama e quais rumos poderiam ser tomados depois do clímax. Enfim, um livro que com certeza é prazeroso ter na estante =)

Venha conhecer mais sobre A Guardiã queridos leitores...





Em A Guardiã, uma pequena cidade no interior dos Estados Unidos esconde segredos macabros. Claysville é uma cidade que possui tradições no mínimo estranhas, principalmente em relação aos seus mortos. Quando alguém falece, uma cerimônia é realizada, o morto não é embalsamado, e há sempre uma mulher próxima da lápide “conversando” com o morto, mesmo sem ser seu conhecido.

Qualquer um que prestasse atenção entenderia que existem muitos momentos nos quais evitar perguntas é a melhor forma de fazer as coisas darem certo.


Esses fatos estranhos são comuns, e por isso ninguém os questiona mais. E mesmo se pudessem questionar, uma estranha “dor de cabeça” aterroriza aqueles pacatos cidadãos de Claysville. Maylene Barrow desde a juventude foi a estranha mulher que seguia todos os enterros, e ajudava seus mortos. Com alguns dizeres e doses de uísque, Maylene visita os cemitérios, cuida das sepulturas e conversa com os mortos. Por muitos ela é apenas "estranha”, mas para aqueles que conhecem o segredo da cidade, ela é “A Guardiã”.

Devido a um infortúnio, Maylene é morta e seu lugar como a Guardiã deve ser preenchido por sua neta adotiva, Rebbekah Barrow. Beks desde a adolescência está fugindo de Claysville e obviamente de seu passado. Culpando-se até hoje pelo suicídio de sua irmã “postiça”, Beks acredita que não tem lugar em sua vida para o amor, ou ternura, ou lar. Por isso vive sempre se mudando, e sempre fugindo de Byron, seu amigo/amor de adolescência.

Rebekkah tinha muito o que dizer: dar explicações, pedir desculpas e até mesmo lançar mão de pretextos, mas se manteve em silêncio quando ele abriu a porta do motorista e entrou no carro. E ele não a pressionou. Nunca tinha pressionado.


Byron retornou há poucos meses para sua cidade natal, Claysville, e sem esquecer do passado e de seu grande amor, Rebbekah, ele tenta levar a vida ao lado do pai na única agência funerária da cidade. Quando mortes estranhas passam a ocorrer, principalmente após a de Maylene Barrow, Byron depara-se com o grande mistério da cidade, e um pacto sobrenatural que perdura séculos e séculos. Parte das respostas são dadas por seu pai, e Byron descobre que é a partir de agora “O Guia”, responsável por zelar e proteger sua “Guardiã”.

– Já fui chamado de diferentes nomes, em diferentes culturas. Mas o nome não importa, na verdade. Todos querem dizer o mesmo: eles acreditam em mim e eu existo. A morte acontece. Em todos os lugares, com todas as pessoas.


Quando Rebbekah volta para Claysville para o funeral de sua avó, os mistérios da pequena cidade tornam-se maiores, principalmente com a onda de assassinatos. Então Beks sente que é seu dever deter esses assassinatos, e tomar o lugar de sua avó, zelando pelos mortos da cidade. Ainda sem compreender muito bem, claro. Mas, com o apoio de Byron ela descobre toda a verdade, descobre alguns segredos da cidade, e enfim descobre seu destino, ser A Guardiã, e estar sempre entre o mundo dos vivos e dos mortos, zelando pelos mortos e fazer com que eles jamais “acordem”momento The Walking Dead =p

Em Claysville, existia uma única ameaça real à família que ele pretendia ter um dia – e essa ameaça só aparecia caso a Guardiã não conseguisse mantê-la sob controle.


Dividida entre seu passado e sua infantilidade em lidar com as questões do coração, Rebbekah tentará fazer seu trabalho como A Guardiã, mas ainda ressabiada com o seu futuro enlaçado ao de seu guia, e seu profundo e eterno amor, Byron. Será que ela conseguirá deixar de lado estas questões e caçar o monstro que está matando as pessoas de Claysville?? Será ela capaz de compreender seu verdadeiro papel de Guardiã??

A sensação de adequação tomava conta dela, a ponto de quase explodir. Era isso que estava destinada a fazer; era o que precisava fazer a fim de preencher o seu lugar no ordenamento das coisas. Depois de anos achando que toda cidade, todo homem, todo emprego estavam inadequados, sabia que isso era totalmente adequado. 

A escrita de Melissa Marr está de fato mais madura neste livro e trazendo uma nova abordagem em sua narrativa, principalmente essa questão da morte e das grandes teorias sobre o que acontece "depois". Ela continua despejando detalhes e detalhes logo nas primeiras páginas, que sempre deixam o leitor um pouco “perdido” no tempo e espaço da obra, mas essa característica já é bem comum nos livros da autora. O que de fato mais me surpreendeu foi o romance envolvido na obra, e o fato do personagem masculino ser muito mais romântico, mais apaixonado do que a própria protagonista.

Entendemos que Rebbekah está magoada com o passado e carrega o grande fardo da morte de sua irmã. Mas ela se privar da própria felicidade ao lado do homem que ama é apenas uma tremenda infantilidade, o que me deixou um pouco estressada durante a leitura. Mas compreendemos também todos os seus sentimentos no desenrolar da história.

A Guardiã com certeza é um livro sobrenatural para se ter na estante. Por dias a história ficou em minha cabeça, por horas eu devaneava sobre uma possível continuação, pois até o momento A Guardiã é um livro único. Com um final espetacular, que me deixou severamente apreensiva e surtada, a obra me conquistou muito e tornou-se o 2º melhor livro que já li em 2013 (até o momento).


Se procura uma obra sobrenatural, mais madura e sombria, eu com certeza indico A Guardiã da Editora Rocco para você <3 

Não deixem de compartilhar comigo suas impressões sobre A Guardiã e sobre a minha Resenha, queridos leitores =) Aguardando os comentários <3







::~::~~:: Promoção ::~~::~::





Em parceria com a Editora Rocco, que me cedeu o exemplar para resenha, estamos sorteando 1 exemplar de A Guardiã para vocês *--* =>> Então, amores, Aproveitem

O sorteio será pelo Rafflecopter =)



Regras::

*Possuir endereço de entrega no Brasil;
*Seguir o blog pelo GFC;
*Curtir a página da Editora no Facebook;
*Curtir a página do Blog no Facebook;


Prêmio = Exemplar do livro "A Guardiã", escrito por Melissa Marr, publicado pela Editora Rocco + 15 marcadores sortidos  ^_^

Participem seus lindos... <3 <3 Boa Sorte


Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...