Esse livro é o segundo volume da série Wicked Lovely, o primeiro volume, Terrível Encanto já foi resenhado. A leitura NÃO influencia a continuidade da série e portanto NÃO apresenta spoilers...

Absolutamente surpreendida. Finalizei agora a leitura e peço desculpas pelas minhas emoções confusas e às vezes incompreensíveis, mas essa obra me encantou de forma única que a muito não via em um livro que aborda seres encantados de modo tão sombrio.

Quem me conhece, sabe que sou grande admiradora de elementos góticos na literatura, e o uso de feéricos/seres encantados com aquele tom maléfico, simplesmente me inebriam. E isso acontece com a série Wicked Lovely, cujo primeiro volume, confesso, que não teve tanto apelo como Tinta Perigosa teve para mim.

O uso de tais elementos incrementa muito bem a trama que Melissa Marr nos apresenta em seus livros.



Leslie é uma garota normal e muito ferida. Suas cicatrizes são profundas e tocantes, que deixam o leitor com um gosto amargo na boca e desejando se aproximar para abraça-la e dizer-lhe que tudo se resolverá. Mas infelizmente nada disso acontece com ela. Tem que sobreviver cada dia com uma lembrança infeliz, e tentando esconder de tudo e todos sua vergonha e sua dor.

Pensou na vergonha que guardou para si em vez de procurar ajuda. Aquilo era quem ela era; aquelas eram partes dela.  Eram todas escolhas. Não agir é também uma escolha.

Decidida a mudar essa situação e tomar controle de sua própria vida, de seu próprio corpo e de fazer suas próprias escolhas, ela resolve fazer uma tatuagem que será o símbolo da sua mudança. Ela então busca o estúdio de tatuagem do Rabbit (aparece no primeiro livro) e se sente atraída para um estranho e belíssimo desenho, mesmo que o tatuador a advirta de prováveis problemas ela decidida tatua o desenho em sua pele.

Fazer uma tatuagem parecia o certo, como se fosse ajudá-la a colocar a vida em ordem, seguir adiante. Era o corpo dela, apesar das coisas que haviam sido feitas contra ele, e ela queria reclamá-lo para si, possuí-lo, provar isso a si mesma. (...) às vezes há poder na ação; às vezes há força nas palavras. Ela queria encontrar uma imagem que representasse essas coisas que sentia, gravar essas sensações em sua pele como uma prova tangível de sua decisão de mudar.
Desenho oficial da tatuagem retirada no site da Melissa Marr

Mas o que Leslie não sabia era que a tatuagem de certa forma iria ligá-la de uma forma estranha e poderosa a um ser inescrupoloso, o Rei Sombrio Irial, um ser encantado líder da corte sombria. Temido e muito poderoso, Irial necessita dessa ligação com a tatuagem da garota para aumentar o controle e a força sobre seus súditos!

As mãos perdidas do relógio do caos mudaram de curso novamente, e nada mais importava naquele momento, apenas a tinta na pele dela, o zumbido em suas veias, o vigor eufórico que fez com que ela sentisse a confiança que não experimentava havia tempo demais.

De uma forma tocante, Melissa Marr vai nos apresentando as emoções tão fortes de Leslie, e como isso é importante para a própria trama. Quando esperamos que algo se resolva de um jeito, a escritora nos leva a outra oportunidade, sem deixar de nos surpreender. Culminando em uma decisão final por parte da personagem que certamente deixará o leitor embasbacado, de uma forma boa.

Toda a história, com os seres encantados, a própria “Tinta Perigosa” leva o leitor a esperar mais do livro, mas o rumo que a escritora deu foi muito mais admirável e maravilhoso! Sim, estou emocionada com o livro, e sinto que não sei COMO eu cheguei a isso.

Teve momentos confusos (daqueles que você acha que a narrativa consumiu um alucinógeno potente), teve momentos que me peguei odiando um ou outro personagem, mas as escolhas da personagem principal, e o anseio por mudanças esteve muito mais no foco e por isso apagou todas as outras imperfeições que já tinha encontrado no volume anterior de Wicked Lovely...

“O que significam quando pesadelos sonham com paz? Quando sombras desejam luz?”

E dizendo tudo isso, não poderia dar nada mais, nada menos que a nota máxima para esse livro. Não que ele tenha sido meu preferido, mas é que realmente sua leitura foi muito prazerosa e foi P-E-R-F-E-I-T-A... Se você gosta da série Wicked Lovely, ou se realmente curte seres encantados com caráter bem questionável, então eu SUPER RECOMENDO Tinta Perigosa!!



P.S. Dependendo do número de comentários relevantes, teremos promoção com exemplar do livro + Marcadores de Terrível Encanto!!

Comentando na #Resenha de hoje você ganha mais chances na hora de concorrer ao “Eu Comento, Eu Ganho” do mês de Maio!! =)

Deixe um comentário

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...