Como poderia começar a resenha deste livro. Sinto que me faltariam adjetivos para poder descrevê-lo melhor. Concordo que não seja o melhor distópico do mundo, e também concordo que sempre poderia ter mudado alguma coisa, mas no fundo de meu coraçãozinho de leitora e fã apaixonada, eu imploraria para não mudar uma palavrinha sequer.

Sei que muitos o comparam a JV, e creio que não seja tão irreal a comparação, pois ambos possuem uma premissa bem semelhante, mas Divergent, conseguiu me cativar muito mais ao trazer uma sensibilidade única ao texto. Não falo de um romance em si, mas da própria sensibilidade dos personagens, da fragilidade deles, e da própria aceitação do medo que os torna ainda mais valentes.



O livro se passa na Chicago do futuro, e a sociedade está completamente fragmentada em Facções (factions), cada qual representando uma qualidade importante e valorizada do ser humano. As pessoas sob determinada Facção vivem de acordo com os valores incentivados e preservados por elas, mas para evitar problemas (como os do passado), as facções não se misturam e vivem de certa forma isoladas umas das outras.

*explicando melhor*

Existem na sociedade cinco facções ::

*Candor – São os honestos e sinceros da sociedade. Todos os membros dessa facção não conseguem mentir, e simplesmente falam sempre a verdade, prezando a sinceridade e honestidade.
*Abnegation – São os abnegados. Não se prendem a vaidade ou a riqueza. Se doam de todas as formas sempre procurando auxiliar o próximo e deixando seus próprios desejos de lado. Por serem tão “dados” e preferirem a comodidade do próximo, são os que costumam presidir a liderança da sociedade.
*Amity – São os amistosos. São pessoas alegres que adoram sorrir e proporcionar felicidade. Sempre vestindo cores alegres e cantando ou dançando. São os trabalhadores felizes dos campos.
*Erudite – São os eruditas, os inteligentes. Adoram livros e conhecimento, mas possuem certas divergências com os de Abnegation. Acreditam que por possuírem a inteligência, deveriam ser os verdadeiros líderes.
*Dauntless – São os destemidos, corajosos e valentes da sociedade. Sem medo, os membros dessa facção enfrentam os perigos e se arriscam para prover a segurança.


*voltando a resenha*

Quando todos os jovens completam 16 anos eles passam por um teste de aptidão. Nesse teste será conferido se eles tem as qualidades de suas facções, ou de alguma outra. Beatrice é de Abnegation e sempre foi criada valorizando as qualidades de sua facção, mas ela nunca se encaixou realmente nos padrões. Ela está prestes a fazer o seu teste de aptidão e teme pelo resultado :: Abnegation, Amity, Candor, Dauntless ou Erudite.

“Eu acredito em ordinários atos de bravura, na coragem que faz uma pessoa a ficar a frente do outro.” (Dauntless Manifesto)


Mas o resultado a surpreende ainda mais. Ocorre um problema em seu teste, e quando apenas 1 qualidade devia ser a predominante, Beatrice possui 3 :: Dauntless, Abnegation e Erudite. Possuir mais de uma qualidade é um perigo para sociedade e um mal, pois assim ela não se encaixa em apenas uma facção. Ser diferente é ser Divergent. E não é uma boa coisa para a jovem.

Sinto como se alguém soprasse ar fresco em meus pulmões. Eu não sou Abnegation. Eu não sou Dauntless. Eu sou Divergent. E não posso ser controlada.


Forçada a esconder o resultado do teste, que foi modificado, Beatrice então tem que escolher a facção que irá viver o resto de sua vida. E assim acaba por escolher a facção Dauntless...

Beatrice, que passa agora a se chamar Tris, é uma menina de corpo frágil e delicado, que foi criada numa facção que se nega a tudo, principalmente a vaidade. E então de uma hora para a outra ela tem que abandonar sua família e se deparar com outra realidade ao ingressar na Facção Dauntless. Lá o medo e a fraqueza serão seus maiores inimigos. Ela terá que provar para todos e para si mesma que será capaz de passar no treinamento super rigoroso e se tornar enfim um membro da facção.

Olhando para mim agora não é como se estivesse me vendo pela primeira vez; é como ver outra pessoa pela primeira vez. Beatrice era uma garota que eu via em momentos furtivos no espelho, quem ficava quieta na mesa de jantar. Essa é alguém que os olhos dizem ser meus e que não desgrudam dos meus; essa é Tris.


É tocante ver que Tris é uma personagem frágil e sensível, mas que se mostrará forte, enfrentando seus próprios medos pela luta de sua sobrevivência dentro do treinamento. Uma personagem muito cativante e verdadeira, que possui inerentes a ela todas as grandes qualidades de um ser humano!!

E porque não falar dos amigos de Tris, que na verdade estão competindo assim como ela para se tornarem membros da faction?!?! Ou melhor ainda, falar do Four (respira Jujuba, respira mais). O Four é um personagem super forte na obra, sua presença inspira confiança *arrepios ui ui*, coragem e força a Tris. (vamos dizer que me lembrou o Dimka ^^)

Nós não somos iguais. Mas nós somos, de alguma forma, um só.


Veronica Roth em seu primeiro romance distópico criou uma sociedade diferente, mas de certa forma autêntica e que nos deixa divagando em qual Facção nós nos encaixaríamos (eu percebi que sou Divergent ^^). A escrita foi totalmente Breath-taking, e se tornava impossível de piscar alguns momentos. A qualidade da narrativa da Tris nos deixam super ansiosos, e ainda conseguimos ter uma boa percepção da sociedade e dos perigos que cercam nossa protagonista.

Os guardas Dauntless fecharam o portão e o trancaram atrás deles. A tranca estava do lado de fora. Mordi meu lábio. Porque será que a tranca do portão ficava do lado de fora e não na parte de dentro? Até parece que eles não querem manter alguma coisa fora; eles querem nos manter dentro.


Tris não é uma bobinha, ela tem força de vontade e coragem para agir. Suas qualidades e defeitos (vixi, ela não é perfeita, tá) a transformam numa personagem exemplar e completamente apaixonante. Foi impossível largar esse livro, e desde as primeiras páginas já tinha se tornado meu preferido.

Como todo livro “na moda”, Divergent apresenta opiniões contrárias, muitos amam, muitos odeiam. E muitos realmente dizem que é mais um JV para a coleção. Não pretendo me alongar numa opinião crítica, pois percebam que sou completamente apaixonada pela obra. Digo apenas que não deixem-se levar pelas altas expectativas. O livro realmente é MUITO BOM, e para mim foi perfeito, desde a primeira linha... Mas para alguém ele pode ter sido ruim (já vi darem apenas uma estrela para ele O.o).

Por um segundo eu senti como se tudo em meu interior tivesse se quebrando, e eu me curvei a um corpo, respirando pela boca para não sentir o cheiro do sangue. Fechei minha mão sobre minha boca para conter um soluço. Mais cinco segundos. Cinco segundos de fraqueza e então eu levanto. Um, dois. Três, quatro. Cinco.


Divergent foi um distópico *respira para não falar palavrão*, e que não se compara a nenhum outro por enquanto. Sorry HGF! Mostrou uma paixão nos personagens e momentos incrivelmente belos e tocantes. Se eu chorei?!?! Em várias cenas não segurei minhas lágrimas, principalmente naquele final que a Roth escreveu lindamente!!



Um livro que recomendo para quem ama os distópicos. Para quem ama personagens fortes e histórias viciantes. Cuidado, você pode ser fisgado também por Divergent.

P.S. A obra no Brasil foi comprada pela Editora Rocco e em breve será publicada!!

P.S.2. A continuação da série Divergent, Insurgent, foi lançado dia 1º de maio de 2012 no exterior.

P.S.3. Os trechos foram traduzidos por mim (Juliana M. - Jujuba)

Não deixe de comentar e dizer o que achou de Divergent e da resenha. =)


Comentando na #Resenha de hoje você ganha mais chances na hora de concorrer ao “Eu Comento, Eu Ganho” do mês de Maio!! =)

36 Comentários

  1. Aaaaaaaaaaaaah, quero ler esse livro AGORA. Vc é má Juuuu, vem aqui e faz ótima resenha, toda descolada e ai a gente fica chupando dedo, esperando a ROCCO lançar (ai meu bolsoooooooooo HAHAHHAHA)

    Amei, qd sair por aqui vou ler. Como disse, tô com preguiça pra inglês, rs.

    Beijoooooooos

    ResponderExcluir
  2. Noossa, simplesmente adoreei sua resenha, falou basicamente tudo que eu senti lendo o livro e gostei das partes do livro que você colocou.. Amei *-* To doida pra ler insurgente e convergente, mas não to lendo naada sobre eles pra não criar nenhum tipo de espectativa, ou acabar com alguma surpresa..

    Enfim, foi um dos melhores livros que eu li ano passado e entrou para os meus favoritos..
    Amei a resenha

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Quero muuuuuito ler esse livro! Adoro distopias, e acho que esse realmente traz uma nova "visão" ao gênero ao abordar esse lado das qualidades e dos valores dos personagens mais profundamente. Fiquei muito curiosa para saber o destino de Tris.

    ResponderExcluir
  4. Esse livro já está na minha wishlist faz tempo!
    Gosto muito de distopias, mas ainda não tive a oportunidade de ler essa trilogia. Achei legal saber que você prefere essa a Jogos Vorazes, pois JV foi uma trilogia que me decepcionou um pouco.
    Essa história parece ser bem diferente e interessante, e essa separação da sociedade em facções me fez ficar bastante curiosa.
    Estou doida pra ler esse livro e espero ter a oportunidade em breve!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muito ler o livro antes do lançamento do filme, mas acho que não vai dar tempo ja que não tenho nem o livro ainda, vida de estudante é uma' pobreza' rsrs.
    Eu ja li tantas resenhas da trilogia que ja meio..que conheço os personagens rs, sim eu vou atras de espoiler depois acho ruim, de saber deles rsrs, esta sou eu!
    Pretendo ler, beijos

    ResponderExcluir
  6. Não discordo de uma vírgula da resenha e apesar de amar o enredo de The Hunger Games, Divergent me conquistou de uma forma que nenhuma outra distopia conseguiu! A Veronica Roth criou um mundo tão palpável, com elementos tão existencialistas que a cada página que lia, ficava mais encantada e mais envolvida. A Tris é impecavelmente altruísta, inteligente e audaciosa (ahá) e até quando erra, ela acerta comigo rsrsrs É impossível não torcer por ela, não lutar com ela, não amá-la por inteiro ♥ E o romance também é bem estruturado; não é aquela coisa do "me apaixonei por você no primeiro segundo", é algo arquitetado, construído lentamente e sem algo brusco ou forçado. E não tem triângulo amoroso, o que já diminui e muito nessa ladainha tão maçante presente na maioria dos livros atuais.

    ResponderExcluir
  7. Esta é uma das séries mais apaixonantes que tive o prazer de conhecer. A estória, os personagens e o ambiente descrito pela autora são incríveis. Você consegue viajar e se ver no papel dos personagens muito bem. Amo essa série. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Leitura cativante, pois a cada página a trama fica mais empolgante, excelente livro para ser devorado em poucas horas.

    ResponderExcluir
  9. Não tem como não amar esse livro! Eu me apaixonei pelos personagens, pelas facções e até pelos vilões. Li em dois dias e mal podia esperar para começar o próximo! É um livro viciante. A autora sou criar muito bem o ambiente e a história.

    http://www.cladassombras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Pra mim, as comparações com HG despertam ainda mais a minha vontade de ler Divergente, sempre vejo um monte de gente elogiando a obra e a autora, ainda mais agora que vai sair um filme,a divisão da sociedade é outro ponto que chama bastante atenção,mais uma distopia que se torna leitura obrigatória.
    PS: Tbm acho que seria um divergente, mas acabaria escolhendo a Amity,que mais se parece comigo, apesar de não gostar de mato.

    ResponderExcluir
  11. Terminei de ler esse livro hoje e fiquei me perguntando por que não havia lido antes,talvez pelos spoilers do último, que já sei que irei me descabelar, gritar e chorar, me surpreendi muito com esse livro, ele é perfeito, também concordo que o texto tem uma sensibilidade gigante, facilmente a autora conseguiu me transportar para dentro do livros, Tris e Tobias me conquistaram de uma forma absurda. Não vejo a hora de ver o filme, de ter o livro físico em mãos.
    Amei o livro!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito da resenha, depois de Jogos Vorazes achei que não iria encontrar livro tão legal quanto, mas me surpreendi, é com romance, ação, com personagens com personalidade definida, intrigante... enfim, tipo de livro que gosto. Muito obrigada pela excelente resenha.

    ResponderExcluir
  13. Já li Divergente a um tempo, e recentemente reli, e digo que o mesmo sentimento de ansiedade e de medo pelos personagens que tive na primeira vez que li, tive na segunda de novo. Veronica Roth sabe como deixar o leitor tenso e ela faz isso com frequência no livro.

    ResponderExcluir
  14. É engraçado como em todas as distopias há uma constante: aquele que se destaca é sempre um perigo para o status quo, eu leria pois adoro uma distopia e esta é muito bem comentada (assim como sua rresenha!) mas não espero muitas diferenças de outros títulos.

    ResponderExcluir
  15. Super ansiosa pela estreia do filme, porem preciso ler o livro primeiro..comecei a leitura pelo smartphone mas desisti, preciso ter o livro em mãos, o enredo é muito bom mesmo. A premissa das facções a distopia deixa a leitura muito interessante, fiquei com mais vontade de ler depois da sua resenha. Abraços

    ResponderExcluir
  16. AAAAH! Eu não li nenhum livro dessa trilogia ainda, mas estava muito interessada, pois todo mundo fala tão bem, mas há aqueles que falam mal também, mas eles são minoria e eu não costumo ouvir as críticas, gosto de ver os elogios e ler para ver se acho a mesma coisa *-*
    No entanto, eu nunca tinha lido uma resenha completa sobre nenhum dos livros e então me deparo com o seu blog, resolvi ver a resenha e estou apaixonada, de verdade, sua resenha ficou simplesmente incrível, fez eu me interessar mais ainda pelo livro e me tirou várias dúvidas em relação à história, sem contar que você contou vários detalhes, assim me deu uma visão mais completa do livro, eu adorei mesmo e pretendo acompanhar seu blog a partir de hoje, pois nem todos os blogs possuem resenhas tão boas quanto a sua e um dia espero resenhar tão bem quanto você, um beijão :*

    ResponderExcluir
  17. Divergente e Insurgente é um livro que nos prende do começo ao fim, você os lê em poucos dias, é simplesmente perfeito! Distopias são sempre cativantes e essa não deixa a desejar. Já Convergente, por ter muitas informações eu demorei um pouco mais pra ler, mas não deixa de ser um livro muito bom. A única coisa que me incomodou foi o fim, por um detalhe que não direi pois é spoiler, eu nunca vou me conformar com o acontecido, mas enfim ainda amo a trilogia.

    ResponderExcluir
  18. Eu gostei muito de Divergente e Insurgente, sei que vou ficar com muita raiva quando ler Convergente por saber o que vai acontecer com a Tris...eu cheguei a pensar em não começar a ler os livros por causa disso...mas quando comecei a ler... não consegui parar...é viciante, agora eu quero ler convergente e chorar muito com o fim, eu gosto muito da personagem.

    ResponderExcluir
  19. Como não se apaixonar por esse livro? Como? Insurgente teve o crescimento de vários personagens, o Uriah mesmo é um amorzinho! Convergente partiu meu coração com o que acontece com Uriah, com o final... que eu meio que "entendo, mas não aceito" :( :( e jamais irei, e com a reação do Tobias e tudo mais, foi impossível segurar as lágrimas quero nem imaginar como será no cinema

    ResponderExcluir
  20. Ganhei a copia da editora Rocco e li. Foi o primeiro distopico que coloquei minhas mãos e fiquei simplesmente encantada, depois dele nada foi o mesmo. Nem JV me encantou tanto, serio. Sou apaixonada pela trilogia pena que li só essa copia mesmo que destrui, para que assim, me forçasse a comprar o livro. Sou daquela que só começa a ler uma serie quando ela está completa, como tenho apenas Insurgente, então imagine meu desespero. Preciso dos outros dois livros porque, claro, que irei reler Divergente e começar tudo de novo, quero saborear toda a historia, devagarinho, porque sou daquelas que se demoro muito para ler um segundo livro, esqueço metade da historia do primeiro, então... Precisooooooo. Bjksss

    ResponderExcluir
  21. EU PRECISO COMEÇAR A LER ESSE LIVRO PRA JÁ! Ouvi diversas coisas boas sobre esse livro, e minha curiosidade só esta aumentando! argh x(

    ResponderExcluir
  22. Quando vi o livro pela primeira vez fiquei em duvida de ler o livro, ai depois li algumas resenhas e me interessei bastante pelo livro, já tenho Insurgente, falta Divergente e o Convergente, agora mais do que nunca estou curiosa para ler a serie e assistir o filme....
    :D

    ResponderExcluir
  23. Distopias são complicadas, porque o autor tem que criar toda uma estrutura social e um cenário que seja crível e descrever tudo para o leitor de modo que ele compreenda e se envolva, isso nem sempre é fácil mas quando funciona não tem como não devorar, torcer e se apaixonar. Divergente promete e cumpre.

    ResponderExcluir
  24. Gosto muito de distopias, o livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Eu nunca havia gostado de distopias, mas Divergente.... perfeicão em forma de um livro <4 :-S =D7

    ResponderExcluir
  27. Eu sou fã de distopias e tento ler o maior número delas. Desde que vi o lançamento dessa trilogia, já me interessei, mesmo sem saber muito sobre o universo criado pela Veronica. Só posso dizer que, a cada resenha positiva que leio, minha vontade de lê-la só aumenta. Sempre que surgem novas distopias, sempre tentam fazer essa comparação com "JV". Às vezes essas comparações tem fundamentos, outras vezes, não. Independente disso, "Divergente" já está na minha listinha de próximas aquisições.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  28. Li Divergente e adorei a história. É difícil eu gostar de alguma distopia, mas essa realmente me prendeu do começo ao fim. Tanto o livro como o filme são ótimos, e sinceramente, gosto de Jogos Vorazes, mas Divergente é muito melhor! Leitura mais do que recomendada. E também estou ansiosa para ler os outros livros da serie!

    ResponderExcluir
  29. Eu já li os dois primeiros livros de JV e adorei, esse ano lerei o terceiro livro. Eu adoro distopia, li Starters, Estilhaça-me e Delírio e simplesmente:::: <3 Sério, sou apaixonada, acho que é meu estilo favorito. E acho que com Divergente não será diferente rs Se eu tiver sorte o próximo livro que vou comprar será ele (isso porque sorteio quais livros irei comprar kk). Adorei a resenha *-*

    Beijos!
    Bia, colaboradora do Blog Fluffy

    ResponderExcluir
  30. As vezes temos livros ótimos na estante e nem damos bola, já faz algum tempo que tenho Divergente e ainda não li, mas estou vendo e ouvindo tanta coisa boa deste livro que acho estar perdendo tempo pra ler um livro que vou amar, sou muito fã de distopias e essa tem tudo pra agradar, vou ali correndo na estante pegar o meu e ler.rsrsrsrsrsrs.Quero ler antes de ver o filme.

    ResponderExcluir
  31. Resenha muito bem elaborada, onde nos deixa com mais vontade de ler a trilogia inteira. Acabei assistindo o filme na pré-estreia gostando muito, querendo saber a continuação. Espero que saia logo o segundo filme. Pois ser diferente nos torna perigoso. (DIVERGENTE) haha

    ResponderExcluir
  32. Amo Divergente, assim como toda a trilogia. Assisti ao filme duas vezes, e quero ver mais ainda. Ansioso demais para a continuação, Insurgente.
    Parabéns pela resenha, está ótima!

    ResponderExcluir
  33. Estou super ansiosa pra ler esse livro, desde quando li a resenha desse livro fiquei apaixonada por ele. quero muito ver o filme também *o*

    ResponderExcluir
  34. Faz um tempo que estou curiosa para ler esse livro, achei a trama e a ideia criada a historia muito boa, sem duvida nenhum é algo que nao vejo a horade poder ler e ver como é!

    ResponderExcluir
  35. Jujuba!
    Uma ficção distópica e muito atraente porque a imaginação extrapola o que poderia ser imaginado.
    A divisão da sociedade em várias 'etnias' digamos assim, enquadra cada ser em um determinado padrão, mas e quem tem habilidades extras e não se enquadra em apenas uma das facções?
    Muito boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  36. Muito boa a resenha, minha filha adora esses livros!

    ResponderExcluir

I hope you feel at home when you visit me!!

Please don´t forget to comment on the posts, your opinion is truly important and makes me happy!!

;D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...